Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

Eu não permiti que os traidores e ladrões de ideais roubassem os meus sonhos porque assim como meu partido, o PSTU 16, eu tenho a ousadia de querer mudar o mundo!

Imagem
PROGRAMA ELEITORAL DE TV DE JAIR PEDRO 16, CANDIDATO DO PSTU A PREFEITURA DO RECIFE, PRESTA UMA BELISSIMA HOMENAGEM A MILITANCIA QUE TEM A OUSADIA DE QUERER MUDAR O MUNDO PORQUE É SOCIALISTA E REVOLUCIONARIA: A MILITANCIA DO PARTIDO SOCIALISTA DOS TRABALHADORES UNIFICADO, FILIADO A LIGA INTERNACIONAL DOS TRABALHADORES - QUARTA INTERNACIONAL, QUE EM 2012 COMEMORA 30 ANOS.

Por que será que Humberto Costa pediu pra tirarem o Guia do PSTU do ar, mas não pede pra tirar Crespúsculo de circulação?

Imagem

István Mészáros no Roda Viva

Imagem

RICARDO ANTUNES NO RODA VIVA - AULA DE SOCIOLOGIA DO TRABALHO PRECIOSISSIMA - EXIBIDA EM 03/09/2012

Imagem
EXCELENTE ENTREVISTA EM QUE O PROFESSOR DE SOCIOLOGIA DO TRABALHO, RICARDO ANTUNES, TRATA DESDE AS MOTIVAÇOES PARA AS EXPLOSOES GREVISTAS NA CONSTRUÇAO CIVIL, DAS OBRAS DO PAC, ATE A PRECARIZAÇAO DO SERVICO PUBLICO QUE DETONOU AS GREVES RECENTES NAS UNIVERSIDADES E VARIOS ORGAOS PUBLICOS, PASSANDO PELA ESCANDALOSA SITUAÇAO DAS TERCEIRIZAÇOES DAS RELAÇOES DE TRABALHO, COM OS GOLPES APLICADOS PELAS EMPRESAS DE TERCEIRIZAÇAO QUE DESAPARECEM PARA NAO PAGAR OS DIREITOS TRABALHISTAS DOS TRABALHADORES.  TEMAS COMO VERTICALIZAÇAO, MACHISMO E COOPTAÇAO NOS SINDICATOS TAMBEM FORAM ABORDADOS COM MUITA PROPRIEDADE...E VER PARA APRENDER COM QUEM CONHECE PROFUNDAMENTE A SOCIOLOGIA DO TRABALHO.

Como o governo deixou estragar 55 mil bolsas de sangue

Imagem
Descaso, incompetência administrativa e suspeita de um novo esquema de corrupção fizeram com que o Ministério da Saúde não desse uso a 13,7 mil litros de plasma sanguíneo avaliados em US$ 1,6 milhão Claudio Dantas Sequeira TRÊS MINISTROS ESCONDERAM O DESPERDÍCIO Humberto Costa, José Gomes Temporão e Alexandre Padilha  (da esq. para a dir.): sangue jogado fora A cada ano, o Ministério da Saúde gasta milhões em campanhas de incentivo à doação de sangue. Boa parte dessas doações é industrializada fora do País e retorna como hemoderivados, medicamentos essenciais no tratamento de hemofílicos. A matéria-prima desse processo é o plasma sanguíneo, um insumo tão cobiçado que um litro chega a custar US$ 120 no mercado internacional – tanto quanto um barril de petróleo. O Ministério da Saúde esconde em um depósito no Distrito Federal um carregamento de 55 mil bolsas de plasma humano, avaliado em US$ 1,6 milhão, mas cuja validade está vencida há pelo menos cinco anos. O segred