NETO, CHARADA E CACIQUE ERAM OS CODINOMES DE GERALDO, FBC E LABANCA NA LISTA DA ODEBRECHT


As Planilhas contendo os nomes de 200 políticos que teriam recebido dinheiro da Odebrecht e que foi apreendida ontem durante a 26ª Fase da Operação Lava-Jato tem causado pânico entre os citado nas listagens, ao mesmo tempo em que chama a atenção para o tom debochado com que os executivos responsáveis pela confecção das tais listas apelidavam os beneficiários dos pagamentos, cujas origens ainda não se tem por identificadas.

Para se ter uma ideia, o filho do ex-governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, Jarbas Vasconcelos Filho, do PMDB, que teria recebido R$ 100 mil, aparece identificado como "Viagra", já o deputado federal Raul Jungmann, do PPS, que teria recebido R$ 100 mil, recebeu a alcunha de "Bruto". Randolfe Rodrigues, hoje no Rede, mas que na época era senador pelo PSOL, era a "Múmia". 

Chama a atenção, entretando, os apelidos reservados para os políticos do PSB pernambucano, únicos do Partido que mereceram ser agraciados com apelidos. O atual prefeito da capital pernambucana, Geraldo Júlio, que é apontado na lista da Odebrecht como beneficiário de R$ 3 milhões era chamado pelo codinome de "Neto", enquanto o senador Fernando Bezerra Coelho, favorecido, segundo a lista com o valor de R$ 500 mil era o "Charada". Já o ex-prefeito de São Lourenço da Mata, Ettore Labanca, agraciado com R$ 200 mil da Odebrecht, atendia pela alcunha de "Cacique". Vejam a lista de doações da Odebrecht para o PSB que totaliza R$ 9 milhões:


Consulta à Prestação de Contas do então candidato Geraldo Júlio ao TSE, entretanto, não aponta qualquer registro de doação da Odebrecht para sua campanha para Prefeito nas Eleições de 2012, para a qual foram apontados gastos da ordem de R$ 7.184.213,62. Acaso a suposta doação feita para a campanha de Geraldo Júlio, pela Odebrecht, estivesse devidamente registrada em sua prestação de contas à Justiça Eleitoral, corresponderia a quase 50% de sua receita de campanha.

http://inter01.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2012/abrirTelaReceitasCandidato.action

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito