PROFISSIONAIS DE SAÚDE DENUNCIAM INSEGURANÇA EM UNIDADES DA PREFEITURA DO RECIFE


Pelas Redes Sociais, profissionais de saúde que trabalham nas unidades de saúde da Rede Municipal de Saúde da Prefeitura do Recife denunciam a situação de insegurança que tomou conta dessas unidades tão logo o Prefeito Geraldo Júlio mandou demitir os vigilantes que faziam a guarda daquelas unidades, substituindo-os por porteiros, cuja remuneração é mais barata. Segue a denúncia:

PRIMEIRO FINAL DE SEMANA SEM VIGILANTE NAS UNIDADES DE SAÚDE DO RECIFE.

No primeiro final de semana sem os vigilantes, unidades registram furtos. Com a saída dos vigilantes que faziam a seguranças das unidades 24 horas, patrimônio material e servidores ficaram vulneráveis e expostos a riscos. Segundo o Prefeito do Recife, os atuais vigilantes da Empresa Águia que faziam a segurança das unidades, seriam substituídos por guardas municipais concursados, mas não foi isso que se viu.


Infelizmente, os atuais vigilantes foram substituídos por porteiros, que trabalham como diaristas, deixando as unidades no período noturno sem nenhuma segurança, além dos sábados, domingos e feriados. Infelizmente tal medida representará maiores prejuízos para o Erário, esperamos que essa medida seja revista e que a normalidade seja retomada, antes que algo pior venha acontecer dentro dos serviços de saúde do município.

Veja a denúncia AQUI

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia