Projetos de Joel da Harpa e Carlos Gueiros contra debate de gênero e diversidade nas escolas são inconstitucionais



A Comissão de Constituição, Legislação e Justiça da ALEPE rejeitou, hoje, por unanimidade, o Projeto de Lei Ordinária, de autoria do deputado estadual Joel da Harpa (PTN), que pretendia proibir qualquer debate sobre identidade de gênero e diversidade nas escolas. O projeto foi declarado inconstitucional e está arquivado na Assembléia Legislativa de Pernambuco.

Já na Câmara Municipal do Recife, segue tramitando o PL 26/2016 de autoria do vereador Carlos Gueiros, do PSB, com a mesma finalidade retrógrada do projeto já avaliado como insconstitucional, do deputado Joel da Harpa.

Na internet, circula uma petição com mais de 1800 assinaturas para que o projeto municipal seja retirado de tramitação. A editora deste Blog repudia qualquer projeto nesse sentido e já subscreveu a petição. Assine você também AQUI, porque "respeito se aprende na escola"

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento

Casa de Papel: ex-Gerente Geral da Secretaria de Governo de Geraldo Júlio é suspeito de intermediar contratos milionários da ALEPE com empresas de fachada "especializada em lavagem de dinheiro", aponta PF