COMUNIDADE DO BODE, NO PINA, ENTREGUE AO LIXO, À LAMA E AO DESCASO DA GESTÃO GERALDO JÚLIO


Estivemos, hoje (09), durante toda a manhã, percorrendo a Comunidade do Bode, no Bairro do Pina, a convite da própria comunidade, quando nos foi possível deparar e constatar o total descaso da gestão Geraldo Júlio, do PSB, com os moradores daquela área.


O Bode, como se pode observar nas fotografias que tiramos, está tomado pelo lixo e pela lama, sendo a ineficiência da limpeza urbana e a falta de drenagem, que transforma a Comunidade numa espécie de lagoa de lama e detritos, ao primeiro sinal de chuvas, as principais queixas da população.

  



 Uma das causas apontadas pela população do "Bode", como responsável pela invasão de lixo na Comunidade é a irregularidade da Coleta por parte da Prefeitura, que, sem ter horário certo pra passar, não é realizada todos os dias.







O saneamento básico também deixa muito a desejar, com a lama de fossas sendo exposta de maneira bastante visível.



A população do "Bode" também reclama a urbanização da única praça disponível para que moradores se reúnam ou tenham algum tipo de lazer, já que nem as duas escolas - uma municipal e outra estadual, situadas na região, dispõem de quadras esportivas para usufruto da comunidade



Segundo informações que nos foram repassadas pela própria Comunidade, a única Creche disponível - Creche Novo Pina - para atender crianças de 0 a 3 anos de idade, dentro de uma região cuja população chega a 110 mil recifenses, que residem no "Bode", no "Jardim Beira Rio" e na "Areinha", dispõe, atualmente, de apenas 110 vagas, onde as crianças são atendidas, por professores, ADIs, mas, também, por estagiários de nível médio, com idades entre 14 e 18 anos.

Já a Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição, que atende aos alunos da 5ª a 8º séries, além de não dispor de espaços para práticas esportivas, apresenta salas muito pequenas para a quantidade de alunos e com ventilação deficiente.


Estivemos, também, no Posto de Saúde que serve àquela comunidade e pudemos constatar que o consultório odontológico, que já passara dois anos sem funcionar, em obras, agora deixa de agendar atendimentos por falta de material, como álcool, por exemplo.

A Farmácia Popular Municipal, queixam-se os moradores, que além de distribuir apenas 40 fichas diárias, sendo 20 pela manhã e o restante à tarde, tem carecido de medicamentos básicos para o atendimento de pessoas com doenças crônicas.


O descaso com a comunidade do Bode, que fica bem próxima ao Shopping Rio Mar, é evidente e, deixando claro que cuidar das pessoas não é e nem nunca foi prioridade para o atual prefeito.

O que nos impressionou, positivamente, foi a qualidade e a dedicação dos servidores da Creche e da Escola Novo Pina, professores e funcionários de apoio, da Rede Municipal e da Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição que mesmo diante de tantas adversidades e falta de estrutura, sem falar nos baixos salários, não descuidam de dar o melhor de si para as crianças e adolescentes que têm sob seus cuidados.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento

Casa de Papel: ex-Gerente Geral da Secretaria de Governo de Geraldo Júlio é suspeito de intermediar contratos milionários da ALEPE com empresas de fachada "especializada em lavagem de dinheiro", aponta PF