"FAIR PLAY" DEVE FICAR COM A POLÍCIA FEDERAL, AFIRMA SUBPROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA EM PARECER

SUPERFATURAMENTO NAS OBRAS DA ARENA SÃO O FOCO DA "FAIRPLAY"

Em Parecer prolatado nos autos do Recurso interposto pelos advogados da Construtora Odebrecht, junto ao STJ, na tentativa de tirar as investigações da Operação "Fair Play" (Leia AQUI), das mãos da Polícia Federal e passá-las para a Polícia Civil, o Subprocurador-Geral da República Antônio Carlos Pessoa Lins afirmou não vislumbrar quaisquer irregularidades no inquérito que detectou superfaturamento no contrato firmado entre o governo de Pernambuco e a Odebrecht, para a Construção da Arena Pernambuco e que teve como principais autoridades que autorizaram a aprovação do contrato, segundo Laudo da Polícia Federal, ninguém menos do que o atual governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara e o atual prefeito da capital, Geraldo Júlio (Leia AQUI). 

Conforme foi amplamente noticiado por vários órgãos de imprensa, embora negue, o atual prefeito do Recife, Geraldo Júlio, foi apontado como beneficiário de doações na chamada "Lista da Odebrecht", para sua campanha de 2012, sob o codinome de "Neto", em valores da ordem de R$ 3 milhões (Leia AQUI).


LEIAM A ÍNTEGRA DO PARECER DA SUBPROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA OPINANDO PELA MANUTENÇÃO DA "FAIR PLAY' COM A POLÍCIA FEDERAL





*Post editado em razão de acordo celebrado nos processos nºs 0001139-43.2016.8.17.8128 e 0001200-98.2016.8.17.8128

MAIS VISITADAS DO MÊS

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues

Braço direito de Geraldo Julio, João Guilherme Ferraz incentivou e até debochou do fato de serem adquiridos respiradores testados apenas em porcos: "Leia c bons olhos kkkkkkk"