MANDATO DE NOELIA BRITO TERÁ CENTRAL DE DENÚNCIAS PARA CIDADÃOS E SERVIDORES CONTRA IRREGULARIDADES E PERSEGUIÇÕES

CENTRAL DE DENÚNCIAS


Dentre as propostas destacadas pela candidata a vereadora, Noelia Brito, do PMN, está a criação de uma Central de Denúncias, onde servidores e cidadãos, em geral, poderão levar ao conhecimento dO mandato, todo tipo de irregularidades, desmandos, perseguições e má gestão que estejam sendo praticados no âmbito da Administração Pública Municipal e seus diversos órgãos.

A iniciativa nada mais é que a ampliação de um serviço que a candidata já presta como cidadã e que pretende tornar muito mais efetivo pela força de um mandato popular.

Noelia Brito alega que o vereador, sendo representante do povo, não tem nenhum tipo de subordinação ao Chefe do Poder Executivo, devendo, portanto, fiscalizá-lo e exigir o cumprimento de seus deveres como gestor e escravo das normas constitucionais.

Recebidas as denúncias pelo gabinete da vereadora, essas serão alvo de investigação preliminar, com pedidos de informações aos órgãos e autoridades denunciadas, para posteriores representações aos órgãos de controle, tais como Ministério Público, Tribunais de Contas e delegacias de combate aos crimes contra a Administração Pública.

Para conhecer as demais propostas para o mandato #JuntosNósPodemos de Noelia Brito, acesse seu site de campanha no endereço https://www.vamosapoiar.com.br/noeliabrito33190/

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF prende advogado líder de ORCRIM que sacou milhões em precatórios na Justiça Federal em Pernambuco por meio de fraudes

Exclusivo: Deputado Guilherme Uchoa Junior é um dos alvos da Operação Mapa da Mina

Mapa da Mina: PF faz Operação contra Oficial da PM e agentes públicos benefíciados com mais de R$ 175 milhões em contratos públicos em Pernambuco. ORCRIM usava Casas Lotéricas para "lavar" desvios

Áudios mostram traficante revelando pagamento anual de R$ 1 milhão a um Ministro em troca de Habeas Corpus para seu grupo e uso de OSs pelo PCC

PF detectou uso de placas adulteradas e de uso reservado à Polícia, em veículos de uso particular do deputado Junior Uchoa, do PSC, alvo da Operação Mapa da Mina