VEREADOR CARLINHOS DA COHAB QUER POLÍCIA FEDERAL INVESTIGANDO MÁFIA DAS LOCADORAS TAMBÉM EM PERNAMBUCO


O vereador Carlinhos da Cohab, do PTB de Santa Cruz do Capibaribe, esteve, ontem, na sede da Superintendência da Polícia Federal, no Recife, para protocolar ofício informando àquele órgão sobre a existência de uma Ação de Improbidade movida pelo Ministério Público de Pernambuco contra dois dos presos na Operação "Veiculação", que também prendeu a mãe do deputado federal Bruno Mota, Illana Mota, ambos do PMDB da Paraíba. Bruno Motta presidiu a CPI da Petrobras. A avó do deputado, Francisca Motta, prefeita de Patos, naquele Estado, foi afastada do cargo por determinação do desembargador Lázaro Guimarães, do TRF da 5ª Região.

Documentos relativos à ação de improbidade nº 2476-74.2015.8.1250, a que o Blog teve acesso, dão conta de que toda a investigação do esquema fraudulento de licitações, que só em Santa Cruz, já chega a R$ 18 milhões em contratos de locação de veículos com locadoras "fantasmas", teve início a partir de denúncias feitas pelo vereador Carlinhos da Cohab, que constatou, em diligências, (assista o vídeo das diligências que flagraram as fraudes AQUI e AQUI), que uma das empresas envolvidas no esquema, a KMC Locadora,  funcionava num sítio abandonado, na cidade de Itapetim, a duzentos quilômetros de Santa Cruz do Capibaribe .

Um assessor do deputado estadual, do PSB de Pernambuco, Diogo Moraes, também foi preso. Trata-se de Carlos Alexandre Fernandes Malta, que aparece como sócio da locadora KMC, por participação nas fraudes investigadas pela operação "Veicular" e é apontado pelo MPPE, como um dos réus, junto com o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe,  Edson de Sousa Vieira, da ação de improbidade movida pelo MPPE contra as fraudes nas licitações ocorridas naquela cidade. Saiba todos os detalhes sobre a Operação Veicular e outros pernambucanos envolvidos no esquema AQUI.

O inquérito e as ordens de prisão correm junto ao TRF da 5ª Região, tendo em vista o envolvimento de prefeitos de pelo menos três municípios paraibanos no esquema, todos, aliás, já afastados de seus cargos.

O povo de Santa Cruz do Capibaribe, desde que veio à tona a "Operação Veicular", tem questionado o porquê de Santa Cruz não ter sido "visitada" pela Polícia Federal, já que as mesmas empresas que operavam nas fraudes em cidades paraibanas foram flagradas "assaltando" os cofres do povo daquele Município e os sócios dessas empresas, presos pela Polícia Federal, inclusive, já respondem por improbidade junto com o prefeito Edson Vieira, do PSDB. 

VEJA O OFÍCIO PROTOCOLADO PELO VEREADOR CARLINHOS DA COHAB NA POLÍCIA FEDERAL




VEJA O VÍDEO DO VEREADOR CARLINHOS DA COHAB APÓS PROTOCOLAR O OFÍCIO NA SEDE DA POLÍCIA FEDERAL

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento