EM TEMPOS DE CRISE NA SEGURANÇA, TRABALHO DO CEL. TARCISO CALADO VOLTA À MEMÓRIA DO PERNAMBUCANO

FOTO: Arquivo pessoal
Em tempos de crise na Segurança Pública do Estado e em que a violência nos Estádios e fora deles virou tema recorrente na vida do pernambucano, muitos têm lembrado a época em que o Cel. Tarciso Calado, em 1985, criou o Batalhão de Choque Mathias de Albuquerque e já no ano seguinte, quando comandava o Batalhão Henrique Dias, criou as "Patrulhas nos Bairros", modelo que foi copiado pelo governo Cid Gomes, no Ceará, quando implantou o chamado "Ronda do Quarteirão" e recentemente foi reeditado pelo governo Eduardo Campos e tem sido mantido por Paulo Câmara, inclusive com o mesmo nome, ou seja, Patrulha nos Bairros.

Mas uma das principais iniciativas do Cel. Tarciso, que tem sido muito lembrada por profissionais de imprensa, que na época cobriam tanto a área de segurança pública, quanto a esportiva, foi o acompanhamento pessoal dos jogos em dias de clássicos. Coronel Tarciso era sempre o primeiro a chegar no Estádio, às dez da manhã e o último a sair, por volta da meia-noite, monitorando pessoalmente toda a segurança nos locais das partidas e no entorno dos estádios.

Junto com integrantes do TJPE e do MPPE, Coronel Tarciso firmou convênios que tornaram possível a suspensão da atuação das chamadas torcidas organizadas, que hoje são consideradas o grande calo dos que trabalham por sua extinção, por julgá-las fomentadoras da violência nos Estádios.

O Cel. Tarciso Calado ainda fortaleceu o serviço de inteligência e implantou blitz nas madrugadas, onde seu Batalhão fazia a cobertura, ou seja, nas áreas que iam do Pina a Porto de Galinha, que eram sempre acompanhadas por cobertura da imprensa, relembram com saudade, os que acompanharam de perto seu trabalho.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento