JUSTIÇA MILITAR NEGA PRISÃO PREVENTIVA DE LÍDERES DA CATEGORIA DOS POLICIAIS MILITARES PERNAMBUCANOS



A Justiça Militar de Pernambuco negou, na tarde de hoje, o Pedido de Prisão Preventiva que havia sido formulado pelo Governo de Pernambuco, por intermédio do Comando da Polícia Militar, na última sexta-feira, o que confirma que a prisão dos dois Cabos da PM, líderes do movimento por melhores condições de trabalho e salariais, ocorrida naquele dia, se deu sem ordem judicial, portanto, de maneira totalmente ilegal, daí o porquê de seu relaxamento pela própria Justiça, logo no sábado.






A defesa do presidente e do vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM de Pernambuco, representada pelo advogado criminalista Jethro Silva Júnior, protocolou, inclusive, petição (Leia AQUI) ao Juízo Militar, levando ao seu conhecimento "FATOS RELEVANTES", que deixam claro o empenho do governador do Estado, Paulo Câmara, em forçar a prisão dos líderes do movimento dos policiais militares, ainda que em nenhum momento houvesse motivos para suas prisão, uma vez que não se cogitou de greve, mas de iniciativas outras, todas legítimas, de modo a levar o governo a uma negociação justa com a categoria:



O fato é que mostrando-se um governante fraco e despreparado, o Paulo Câmara prefere entregar a Segurança Pública do Estado, ao Exército, que sequer tem treinamento para esse tipo de serviço, servindo tal atitude apenas para gerar custos operacionais superiores a R$ 2 milhões ao Erário com essa alegórica Operação Leão do Norte, enquanto cidadãos e cidadãs são vítimas de assaltos a mão armada em plena praia de Boa Viagem à luz do dia (Leia AQUI), com a bandidagem indiferente aos caminhões  do Exército que desfilam para deleite de Raul Jungmann e de mais ninguém, pelas ruas do Recife e de sua Região Metropolitana.




MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues