NÃO É RENAN! PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÕES DE CABOS E SOLDADOS É PRESO DURANTE ASSEMBLEIA DA CATEGORIA


O Blog teve acesso ao que seria o pedido de Prisão Preventiva dos Cabos da PM Albérisson e Nadelson, líderes do movimento por melhores condições de trabalho e salariais da PM de Pernambuco protocolado perante a Justiça Militar do Estado.

No pedido, alega-se que ambos teriam feito críticas públicas ao Comandante Geral da PM e ao Secretário de Defesa Social.

Como não obteve a ordem de prisão pela via judicial, uma vez que a promotora plantonista, em seu parecer, afirmou não se tratar de matéria de plantão, o Comando da PM mandou prender os policiais "na marra", alegando uma suposta infração administrativa, tão logo este começou a discursar, em cima de um carro elétrico. O processo se encontra na Central de Inquéritos do MPPE, aguardando parecer do órgão, desta feita enviado pela Justiça Militar.

Ontem o desembargado José Fernandes já havia dado uma liminar, a pedido do governador Paulo Câmara, proibindo a realização da Assembleia (Leia AQUI).

Fontes ligadas à área de Segurança Pública, ouvidas pelo Blog, avaliam que a forma com que o governo Paulo Câmara está lidando com a tropa é catastrófica e trará um caos ainda maior à Segurança no Estado. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues