SERVIDORES DA PCR DENUNCIAM SUSPENSÃO DO PAGAMENTO DAS FÉRIAS DE JANEIRO

Fonte: Facebook
Uma decisão tomada pelo Conselho de Política Financeira da Prefeitura do Recife seria responsável pela suspensão dos pagamentos do adicional de férias (1/3) e do adiantamento de férias para os servidores que agendaram para usufruir desse direito constitucional no mês de janeiro de 2017.

De acordo com a legislação, os adicionais devem ser pagos antes do servidor entrar em gozo das férias, já que seu pagamento se destina, justamente, a possibilitar que durante o período de descanso, o trabalhador disponha de um "plus" financeiro para aproveitar o período de descanso.

Segundo um comunicado assinado pela servidora Ana Lúcia Martins, Chefe de Setor de Folha, Cadastro e Benefícios, do Instituto de Assistência Social e Cidadania - IASC, que circula nas redes sociais, o pagamento só será realizado junto com a Folha de Pagamento de janeiro, portanto, depois das férias dos servidores.

Conforme nosso Blog noticiou, no dia 2 de janeiro, todas as prefeituras do Brasil já terão em suas contas os recursos decorrentes da repatriação dos recursos provenientes das multas pagas por contribuintes que regularizaram ativos mantidos no exterior, no programa que ficou conhecido como repatriação. Apesar de ser depositado nesta sexta-feira (30/12), os municípios só poderão ter acesso ao dinheiro no dia 2 de janeiro, pois hoje os bancos estão fechados ao público (Leia AQUI).

Como esses recursos só podem ser utilizados para pagamentos prioritários, o que inclui salários de servidores , 13º, férias, por exemplo, (leia AQUI), o correto seria a Prefeitura do Recife providenciar o pagamento das férias de seus servidores, logo no início de janeiro, mediante folha suplementar, se motivação para o não pagamento for falta de recursos.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Desembargador extingue reclamação do Estado de Pernambuco contra decisão do Juiz que mandou suspender retorno das aulas presenciais