DITADURA DO PSB: SECRETÁRIO DE DEFESA SOCIAL IGNORA SUSPEIÇÃO E ASSINA PORTARIA EXPULSANDO PRESIDENTE E VICE DA ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS DA PM POR CRÍTICAS A ELE E AO GOVERNADOR



Uma Portaria assinada pelo secretário de Defesa Social Angelo Gioia, a que o Blog teve acesso e que deve ser publicada, amanhã, no Diário Oficial do Estado, revela que a sanha persecutória daquele secretário e do governador Paulo Câmara contra os Cabos da Polícia Militar Nadelson Leite da Costa e Alberisson Carlos da Silva culminou com a exclusão de ambos da corporação com o inacreditável fundamento de que ambos teriam tecido "críticas ao Secretário de Defesa Social e comentários desonrosos ao governador do Estado em vídeos postados em Redes Sociais." 

Estamos diante, portanto, de flagrante situação de perseguição política contra dois representantes de classe que lideraram um movimento que a própria Portaria reconhece que visava melhorias salariais para toda a categoria dos Policiais Militares.

Vê-se, portanto, que o intuito do desligamento dos dois policiais militares é coibir qualquer iniciativa no sentido de busca de melhorias salariais ou de condições de trabalho por parte de Cabos e Soldados, já que os únicos delitos que são imputados a Nadelson e a Alberisson são o de "ter opinião" e expressá-la.

Em Pernambuco, portanto, quem tem opinião deve ser punido com demissão. Quem luta e pede melhoria de vida deve ser punido com exclusão e sem direito, sequer, a um julgamento por juiz isento, já que no caso de Nadelson e Alberisson, o próprio secretário que se disse criticado foi o responsável por decidir pela pena extrema da exclusão.

Nunca o trocadilho Pernambuco, Imoral, Imoral, com a letra de nosso Hino fez tanto sentido, porque Imortal mesmo, nesse Estado de exceção em que vivemos, só mesmo a Injustiça.


MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos