"LARANJAS" DO JATINHO DO PSB FAZEM DELAÇÃO E CONTAM QUE PAGARAM PROPINA ATÉ NO "REI DAS COXINHAS". PELO MENOS OITENTA POLÍTICOS DE PERNAMBUCO ESTARIAM CITADOS NA DELAÇÃO


Matéria publicada pelo BuzzFeed, do repórter Filipe Coutinho revela que os empresários apontados como encarregados de realizar o recebimento e a "lavagem" dos recursos oriundos de propinas recebidas de empreiteiras por obras públicas da Operação Turbulência, já fizeram suas delações premiadas, como, aliás, já havíamos antecipado aqui mesmo em nosso Blog.

Segundo a matéria do BuzzFeed, as primeiras informações sobre o conteúdo das delações, que promete ser bombástico e atingir mais de 80 políticos, só do Estado de Pernambuco, um dos principais operadores do esquema de lavagem de propinas a políticos a agentes públicos no Nordeste, o empresário João Carlos Lyra, que fez delação após ser alvo das operações Lava Jato e Turbulência,  contou em sua delação que pagou R$ 2 milhões de propina para o então senador Vital do Rêgo, atual ministro do Tribunal de Contas da União.


Os pagamentos das propinas destinadas a Vital do Rego teriam ocorrido durante as eleições de 2014, nas quais foi candidato derrotado ao governo da Paraíba e teriam sido recebidas por Alex Azevedo, secretário de Campina Grande, quando o irmão de Vital do Rego era prefeito. A propina, que foi paga pela OAS, da qual Lyra se confessou uma espécie de "caixa paralelo", em troca de benefícios na CPI da Petrobras, teve a primeira entrega feita no restaurante "O Rei das Coxinhas", situado na BR-101, entre Goiana, Pernambuco e João Pessoa, na Paraíba. O restante do da propina foi paga na beira da estrada em Bezerros (PE), num aeroclube e num restaurante dentro de um shopping, no Recife.

As delações dos indiciados da Operação Turbulência foi feita ainda no início do ano, na Procuradoria da República , no Recife.




João Carlos Lyra é investigado, juntamente com o senador Fernando Bezerra Coelho, do PSB e com o empresário Aldo Guedes, no Inquérito 4005, que tramita no Supremo Tribunal Federal, por corrupção e lavagem de dinheiro e foram apontados nas delações da Odebrecht como principais beneficiários do recebimento de propina na obras contratadas com a construtora no Estado de Pernambuco, juntamente com o já falecido governador Eduardo Campos.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos