DEPOIS DE AJUDAR A "TIRAR AQUELA MULHER DALI", GOLPISTAS DO PSB A SERVIÇO DE TEMER VENDEM O PRÉ-SAL, A ELETROBRAS E A AMAZÔNIA



Um dos Partidos protagonistas do golpe tramado pela organização criminosa que assaltou a Petrobras para "estancar a sangria da Lava Jato", o PSB é o Partido que já pode levar o título de mais oportunista do Brasil.



Durante a tramoia que levou o atual governo ao poder, sem que para isso tivesse que receber um só voto, porque numa dessas alianças de conveniência eleitoral o próprio PT colocou o inimigo na privilegiada posição de dar o xeque-mate na hora que lhe fosse interessante, como de fato deu, o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, um dos principais nomes  chegou a bradar a plenos pulmões que era para "tirar aquela mulher dali", referindo-se a então presidenta Dilma.

No impeachment, o PSB foi lá e votou para colocar Temer no poder e é do PSB o ministro Fernando Coelho Filho, que, como bem lembrou o Brasil247, em matéria publicada hoje, com apenas 33 anos, age como o maior corretor de riquezas nacionais que já pisou em Brasília; como ministro de Minas e Energia, afirma o Brasil247 que Fernando Filho teria vazado para empresários canadenses a liquidação de um pedaço da Amazônia do tamanho da Dinamarca, além de colocar a Eletrobrás à venda e mentir ao dizer que os preços cairiam. Achando pouco, o pernambucano Fernando Filho estaria prestes a leiloar o pré-sal.

Fernandinho, como é conhecido em Pernambuco, é filho do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), denunciado na Lava Jato, segundo o Brasil 247, tenta vender o Brasil, antes que o golpe ou o governo Temer cheguem ao fim.

A denúncia de que Fernando Coelho Filho teria vazado para empresários canadenses o fim de uma gigantesca reserva mineral na Amazônia, que, por força de um decreto seria aberta à exploração mineral, não foi feita por um site qualquer, mas pela BBC (leia mais aqui).



Coube ao ministro do PSB o anúncio de venda da Eletrobrás, aí incluída a CHESF, considerada um patrimônio pelos conterrâneos do ministro. Ao mentir sobre a queda das tarifas foi desmascarado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que o desmentiu, apontando que haverá aumento de, no mínimo, 16,7% nos preços (leia aqui).

O próximo passo será a venda do pré-sal, em que a Petrobras de Pedro Parente dirá não ter interesse na maioria dos blocos.

O cinismo do PSB consiste em fingir se opor aos movimentos predatórios do ministro que já poderia ter sido expulso do Partido, mas que é cortejado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que teme que a eventual saída de Fernando Filho e de seu pai Fernando Bezerra Coelho do PSB ensejem uma candidatura ao governo de Pernambuco que lhe faça frente com condições competitivas.

Em todas as delações em que aparecem o atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara e o prefeito do Recife Geraldo Júlio e em todos os inquéritos respondidos por estes, ao seus lados sempre aparece ninguém menos do que o senador Fernando Bezerra Coelho (Assista Paulo Câmara, Geraldo Julio e FBC receberam propina, diz delator da JBS). Por mais que os dois primeiros insistam em se desvencilhar das ações praticadas por um importante membro de seu partido, em detrimento do povo pernambucano e do povo brasileiro, o histórico de parcerias nada republicanas pretéritas nos comprova justamente o contrário.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

Políticos pernambucanos em pânico: Agiotas do Jatinho que delataram FBC gravaram conversas com delatados e entregaram áudios à PF, revela decisão de Barroso

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado