LIDE PERNAMBUCO COBRA POR PALESTRA DO PREFEITO DE SÃO PAULO, JOÃO DORIA E RECIFENSE QUER SABER SE O PREFEITO DO RECIFE, GERALDO JÚLIO, COBROU ISS SOBRE O APURADO

Três ministros de Temer e um ex-governador participaram de
evento da empresa LIDE, em Pernambuco, com João Doria,
que cobrou ingresso de R$ 12.500,00
e barrou acesso da imprensa ao evento.

Os jornais Folha de São Paulo e Estadão já haviam revelado que o LIDE, fundado por João Dória Jr., estaria cobrando até R$ 50 mil para que empresários assistam às palestras que o atual prefeito de São Paulo tem realizado, por intermédio seu intermédio, pelo País.

Notícias R7 AQUI

Na palestra promovida pelo LIDE Pernambuco, na última sexta-feira, que teve o acesso estranhamente fechado à imprensa, barrada de forma grosseira pela assessoria de Dória e pelo presidente da seccional pernambucana, não foi diferente. Vários empresários fizeram chegar ao conhecimento de nosso Blog, que o LIDE Pernambuco cobrou R$ 12.500,00 de quem quisesse assistir à palestra de Dória e participar de um coquetel depois da palestra, realizada na sede da empresa MV, do empresário Paulo Magnus e que, segundo apuramos, atua na informatização da rede de saúde do Estado de Pernambuco.

Estadão AQUI

Segundo nossas fontes, para os sócios do LIDE, que já pagam uma anuidade de R$ 2.400,00 não teria sido cobrado o acesso, mas para os não associados, o valor cobrado foi esse de R$ 12.500,00, com direito a transitar entre ministros de Estado (pelo menos três estiveram presentes, ainda não se sabe se como pagantes ou como convidados. Foram eles: Mendonça Filho, do DEM; Fernando Filho, do PSB e Bruno Araújo, do PSDB), prefeitos, ex-governadores, enfim, autoridades públicas que não deveriam se envolver em atividades com empresários em eventos pagos e fechados para a imprensa.


Geraldo Júlio, prefeito do Recife, em evento do LIDE Pernambuco onde elogiou Gilmar Mendes por atacar o Ministério Público. Geraldo Júlio, do PSB, é investigado no Supremo Tribunal Federal, por fraudes na PPP da Arena Pernambuco, juntamente com o governador de Pernambuco Paulo Câmara e o senador Fernando Bezerra Coelho, ambos do PSB

Recentemente o LIDE Pernambuco trouxe, num evento extremamente polêmico, alvo de críticas até de seus associados, o ministro Gilmar Mendes, do STF, para uma palestra que contou com a presença de políticos pernambucanos que devem ser julgados pelo Ministro. 

Diante da revelação de que a entidade cobra um alto preço para que não associados tenham, digamos assim, acesso às autoridades que convida para palestrar em seus eventos, é de se questionar quanto cada autoridade ou empresário com processos no STF pagou para ter acesso a Gilmar Mendes durante a palestra que este realizou no LIDE Pernambuco.

Folha de São Paulo (AQUI)

Segundo a Folha de São Paulo, "O Lide é uma empresa fundada pelo prefeito João Doria (PSDB) e conhecida por pedir contribuições de empresários para organizar palestras com políticos" e que "agora está passando o chapéu para solicitar recursos que vão bancar uma palestra do próprio Doria" (leia AQUI).

Prefeito do Recife, Geraldo Júlio (centro), em evento do LIDE PERNAMBUCO, presidido por Drayton Nejaim (à direita) que tem como vice-presidente o empresário Yuri Romão (à esquerda), vizinho de Geraldo Júlio em um condomínio em Gravatá e amigo pessoal do prefeito.

A essas "contribuições" cobradas de empresários, o LIDE chama de "cotas de patrocínio". O LIDE é uma empresa prestadora de serviços e como tal contribuinte do ISS para o Recife. Ao povo de São Paulo interessa saber se o prefeito da capital paulista estaria se utilizando de seu cargo para obter vantagens para uma empresa de seu grupo, para nós, recifenses, entretanto, o que nos interessa é saber se o prefeito Geraldo Júlio, que costumeiramente marca presença em eventos do LIDE Pernambuco que tem como vice-presidente um amigo pessoal e vizinho em Gravatá do prefeito está atento ao recolhimento do ISS sobre os valores exorbitantes arrecadados pela empresa de seus amigo do LIDE no Recife, a cada palestra de autoridades que são trazidas a Pernambuco para confraternizar com empresários e políticos locais.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos