TREZE DEPUTADOS PERNAMBUCANOS USARAM EMPRESA FANTASMA DENUNCIADA PELO BLOG DA NOELIA BRITO! TCE CONFIRMA FRAUDE!

S & Silva Entregas Rápidas Ltda. ME., em, Ouro Preto, Olinda,
considerada "fantasmas" pelo TCE, foi usada por
13 deputados estaduais para justificar gastos de
R$ 638.711,33 da verba indenizatória

A Primeira Câmara do TCE julgou procedente, nesta terça-feira (15), denúncia apresentada em 2016 pelo advogado Antônio Campos contra o então deputado estadual Lupércio Carlos do Nascimento, atual prefeito de Olinda, por supostas irregularidades no uso da verba parlamentar. Entretanto, Campos só denunciou seu desafeto político Professor Lupércio, ao passo que nosso Blog havia denunciado pelo menos mais um deputado, além do próprio Lupércio, por se utilizarem de empresas fantasmas para justificar gastos da chamada verba indenizatória parlamentar que recebem da ALEPE.

Nosso Blog revelou, com exclusividade que deputados estaduais pernambucanos estariam gastando fortunas com fotocópias e encadernação, todos os meses, mediante a utilização da chamada verba indenizatória, a que parlamentares têm direito.

Em nossa matéria, revelamos que o deputado Professor Lupércio, então candidato a prefeito de Olinda, pelo Solidariedade e o deputado Tony Gel, então candidato a prefeito de Caruaru, pelo PMDB, gastavam, cada um, quase R$ 5 mil, todos os meses, com esse tipo de despesa, mediante a utilização da empresa S & Silva Entregas Rápidas Ltda. ME., situada na Rua Maria Gomes da Silva, nº 119, Ouro Preto, Olinda, que apesar de apontar em seus assentamentos junto à Receita Federal que tem como atividade principal o serviço de "entrega rápida", ainda se registra como apta a prestar serviços de manutenção e reparo de veículos automotores, locação de automóveis e impressão de materiais diversos e para uso publicitário, além dos que seriam contratados pelos dois deputados de "fotocópias".

Nosso Blog mostrou fotos do local e apontou a inviabilidade da empresa prestar os serviços para os quais vinha emitindo notas para os deputados estaduais pernambucanos (Leia DEPUTADOS DE PERNAMBUCO CONTRATAM EMPRESA QUE SE APRESENTA COMO GRÁFICA, LOCADORA E OFICINA MECÂNICA PARA FORNECER FOTOCÓPIAS PARA SEUS GABINETES)

O Tribunal de Contas, por meio do Departamento de Controle Estadual, realizou uma auditoria para apurar a denúncia e constatou que, de fato, 13 gabinetes de parlamentares da Assembleia Legislativa teriam contratos com a empresa fantasma denunciada com exclusividade por nosso Blog e que por intermédio dessa empresa fantasma, esses deputados teriam recebido verbas indenizatórias no valor R$ 638.711,33 para serem destinadas ao ressarcimento da mesma empresa citada na denúncia contra o deputado Lupércio, protocolada pelo advogado Antônio Campos (Leia a íntegra do Voto da Conselheira Teresa Duere AQUI). 






Lupércio tentou responsabilizar seu chefe de gabinete pela contratação das empresas fantasmas, mas seu argumento não foi acatado pela relatora do processo, a Conselheira Teresa Duere.

O atual prefeito de Olinda fez o ressarcimento integral à Assembleia, da verba indenizatória utilizada ao longo do seu mandato de deputado estadual, no valor total de R$ 136.162,60 e com isso se livrou da multa, entretanto, o processo deve ter desdobramento na esfera penal.

Causa espécie que até agora apenas o ex-deputado Lupércio tenha sido punido, ainda que minimamente por tão grave denúncia, já que pelo menos o nome de mais um deputado já era conhecido como usuário dos serviços da mesma empresa fantasma, qual seja, o deputado Tony Gel, cujos contratos com a S & Silva Entregas Rápidas Ltda. ME. foram denunciados publicamente por nosso blog no mesmo dia em que foram denunciados aqueles mantidos pelo Professor Lupércio.

Nosso Blog fará o levantamento dos demais nomes que contrataram empresas fantasmas para trazê-los a público, pois entendemos que essa informação não pode ser sonegada à opinião pública. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos