CUT E CARLOS VERAS DIZEM NÃO A PAULO CÂMARA E ARMANDO MONTEIRO



O presidente da CUT/PE, o sindicalista Carlos Veras começa a se firmar como o nome que deve merecer os votos da esquerda na eleição para deputado federal, em 2018.

Demonstrando que tem lado e que esse lado é o dos servidores públicos e dos trabalhadores, Carlos Veras rechaçou, em nota enviada ao Blog do Edmar Lyra, onde este afirmava que Veras e a Cut seguiriam, como gado tangido, a aliança que estaria sendo costurada por alguns oportunistas do PT e o corrupto, incompetente e perseguidor governo Paulo Câmara, que ele, Carlos Veras ou a CUT, entidade classista por ele presidida votariam em Câmara.

Na nota, referindo-se ao governo Paulo Câmara, Veras destaca que "Os sindicalistas cutistas jamais apoiarão um governo que trata com descaso os servidores públicos, os trabalhadores rurais, que mentiu e enganou os professores, quando afirmou que dobraria os salários da categoria."

Carlos Veras lembra, ainda, que "vivemos um caos na saúde e, principalmente, na segurança pública, com índices alarmantes. Nas ruas do Recife, a sensação é de insegurança e medo. São comuns relatos de roubos e assaltos à mão armada contra moradores, lojas comerciais e coletivos de passageiros. A escalada de crimes assusta. No Agreste e Sertão, a situação não é diferente. Além dos homicídios, há também as investidas dos criminosos a carros-fortes e agências bancárias, instaurando um clima de pavor nas cidades de menor porte."

Veras também não tem memória seletiva quanto à participação ativa do PSB no golpe que surrupiou o mandato de Dilma: "É preciso ressaltar, também, que a bancada do PSB e de partidos políticos que apoiam o governo Paulo Câmara votaram em 2016 pelo impeachment/golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, apoiando a entrada do ilegítimo Michel Temer e ao cenário de retirada de direitos e reformas criminosas, incluindo nesse bojo a onda de privatizações da Eletrobrás, Chesf, bancos públicos que estão da alça de mira dos golpistas e gananciosos no poder. Tudo isso, sem dúvida alguma, é fruto dos votos dos deputados federais de Pernambuco e de um senador de Pernambuco."

Por fim, Carlos Veras destaca que "A origem da CUT é resultado da luta de décadas de trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade pela criação de uma entidade única que os representasse. Nossas decisões são independentes e soberanas e não estamos atrelados às decisões politicas e ideológicas de grupos ou de partidos."

Por ter coragem e lado, Carlos Veras é digno do voto dos pernambucanos e ao lado de Marília Arraes, terá o apoio do Blog da Noelia Brito na sua caminhada.

Segue a nota da íntegra:


"Prezado jornalista Edmar Lyra


Em relação ao comentário publicado em seu blog, ontem, 02/09, intitulado “PT e PSB já fecharam aliança para 2018”, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) Pernambuco esclarece que, desde 2014, foi decidido institucionalmente pelo não apoio ao governador Paulo Câmara, como também ao senador Armando Monteiro (PTB), mesmo com o posicionamento favorável do PT e de alguns sindicalistas naquela ocasião.

A posição da CUT se fortaleceu ainda mais. Os sindicalistas cutistas jamais apoiarão um governo que trata com descaso os servidores públicos, os trabalhadores rurais, que mentiu e enganou os professores, quando afirmou que dobraria os salários da categoria.

Além disso, vivemos um caos na saúde e, principalmente, na segurança pública, com índices alarmantes. Nas ruas do Recife, a sensação é de insegurança e medo. São comuns relatos de roubos e assaltos à mão armada contra moradores, lojas comerciais e coletivos de passageiros. A escalada de crimes assusta. No Agreste e Sertão, a situação não é diferente. Além dos homicídios, há também as investidas dos criminosos a carros-fortes e agências bancárias, instaurando um clima de pavor nas cidades de menor porte.

É preciso ressaltar, também, que a bancada do PSB e de partidos políticos que apoiam o governo Paulo Câmara votaram em 2016 pelo impeachment/golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, apoiando a entrada do ilegítimo Michel Temer e ao cenário de retirada de direitos e reformas criminosas, incluindo nesse bojo a onda de privatizações da Eletrobrás, Chesf, bancos públicos que estão da alça de mira dos golpistas e gananciosos no poder. Tudo isso, sem dúvida alguma, é fruto dos votos dos deputados federais de Pernambuco e de um senador de Pernambuco.

A CUT é uma entidade de caráter classista, autônomo e democrático, cujo compromisso é a defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora. São 34 anos de lutas e conquistas, sustentadas pela unidade a partir da vontade e da consciência política dos trabalhadores (as). A origem da CUT é resultado da luta de décadas de trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade pela criação de uma entidade única que os representasse. Nossas decisões são independentes e soberanas e não estamos atrelados às decisões politicas e ideológicas de grupos ou de partidos.

Agradecemos pela atenção e publicação em seu conceituado blog

Carlos Veras
Presidente da CUT-PE"

MAIS VISITADAS DO MÊS

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos