INDICAÇÃO DE SECRETÁRIO EXECUTIVO DE PAULO CÂMARA PARA EQUIPE DE VICE-PREFEITO QUE SE BENEFICIOU COM AFASTAMENTO DE BRUNO PEREIRA DA PREFEITURA DE SÃO LOURENÇO DA MATA SERIA INDICATIVO DE QUE PALÁCIO OPEROU PARA FAVORECER GRUPO POLÍTICO ALIADO LIDERADO POR ETTORE LABANCA


Apesar de ter assumido provisoriamente a Prefeitura de São Lourenço da Mata, já que o afastamento do prefeito Bruno Pereira (PTB) ocorreu em razão de uma decisão monocrática  de um único desembargador - Odilon de Oliveira Neto - que pode ser cassada a qualquer momento pelo Colegiado do TJPE ou pelo STJ em grau recursal, o vice-prefeito daquele Município, Gabriel Neto (PRB), já anunciou que o secretário de Administração de sua gestão, até onde se sabe, interina, será o Secretário Executivo de Gestão do governador Paulo Câmara, Guilherme Gondim, o que soa estranho, pois o que levaria o governador a liberar um secretário de sua equipe se não tivesse se empenhado pessoalmente para "tomar" a prefeitura de um opositor? E o que levaria alguém a deixar um cargo de secretário no governo estadual para assumir uma Secretaria de uma gestão conquistada por meio de uma liminar, se não tivesse garantias de que está indo para ficar?




O deputado estadual Vinicius Labanca, filho do ex-prefeito de São Lourenço da Mata, Ettore Labanca, ambos do PSB e que além de aliados do governador Paulo Câmara foram derrotados nas urnas pelo prefeito afastado, Bruno Pereira, nas últimas eleições, comemorou, pelas Redes Sociais, a liminar que afastou o desafeto político do cargo de prefeito e não se fez de rogado, foi logo se colocando à disposição do prefeito interino para o que fosse preciso.

Aliados do prefeito afastado, Bruno Pereira, já conseguem enxergar na forma com que se deu seu afastamento do cargo, "o dedo" do Palácio, leia-se, do governador Paulo Câmara, para atender aos aliados Ettore e Vinícius Labanca, que nunca engoliram a derrota para Bruno Pereira, que recebeu a prefeitura de São Lourenço da Mata do grupo dos Labanca, com salários atrasados e serviços públicos paralisados, sem que, entretanto, o prefeito de então, Gino Albanez, aliado e protegido de Ettore Labanca e do governador Paulo Câmara, fosse molestado pelo TCE ou tivesse contra si deferido qualquer pedido de afastamento do cargo.


Aliás, é no próprio site do Ministério Público de Pernambuco   onde fomos buscar a seguinte notícia, publicada em 02/02/20017, dando-nos conta de que "De acordo com as promotoras de Justiça, Márcia Cordeiro Guimarães e Mariana Pessoa Vila Nova, a Promotoria de Justiça de São Lourenço recebeu diversas denúncias dando conta de que o anterior gestor público municipal estava faltado com as obrigações de pagamento das remunerações de seus servidores, além de outros serviços municipais básicos e essenciais. Ao ser notificado, o município deixou de informar corretamente quais os motivos que levaram aos atrasos nesses pagamentos, dando apenas referências genéricas em suas respostas, sem juntar qualquer documentação comprovando a diminuição no repasse das receitas municipais. Anteriormente, em novembro de 2016, o MPPE expediu recomendação sobre o mesmo assunto, para que fosse observada rigorosamente à manutenção dos serviços essenciais e a folha de pagamento." (São Lourenço da Mata: MPPE e Judiciário atuam para regularização de salários atrasados de servidores e restabelecimento dos serviços públicos - Acesse AQUI)
Em 2013, quando o prefeito de São Lourenço da Mata era o pai de Vinícius Labanca, esse mesmo que se diz muito preocupado com o "sofrimento" de São Lourenço, a Polícia Federal desencadeou a Operação Fastio, de combate a fraudes em licitações para o fornecimento de Merenda Escolar. Observe-se que há quantos anos a Polícia Federal peleja contra a Máfia da Merenda que se instalou em Pernambuco. Pois bem,  dentre as prefeituras "visitadas" pela Operação Fastio de combate à Máfia da Merenda, o destaque ficou por conta da Prefeitura de São Lourenço da Mata, sob a gestão de Ettore Labanca, porque além de superfaturamento, ali foi encontrada merenda vencida que era fornecida às crianças (Leia em PF encontra merenda fora da validade em duas escolas de São Lourenço da Mata):


A Operação Fastio descobriu que empresas mafiosas estavam instaladas na Prefeitura comandada pelo pai de Vinícius Labanca e também nas Prefeituras de Ipojuca e Vitória de Santo Antão (Leia em CGU participa da Operação Fastio para desarticular esquema de fraudes em licitações), portanto, num momento em que se assiste todo o esforço de órgãos como a Polícia Federal e a CGU e o Ministério Público Federal e a própria Polícia Civil e o MPPE em finalmente colocarem um ponto final no domínio dessas organizações criminosas genocidas que roubam a merenda das crianças, é de causar asco ver políticos do naipe do deputado Vinícius Labanca posando de herdeiro e representante das boas práticas administrativas e governamentais sem o ser.

Aqui não se está defendendo o prefeito afastado, pois isso é encargo de seus aliados e de seus advogados, mas não dá para tolerar a desfarçatez de políticos hipócritas que incapazes de vencer nas urnas, em razão da óbvia mediocridade e por que não dizer hediondez de suas práticas políticas e administrativas precisam se utilizar do aparelhamento descarado que detém das instituições para se assenhorearem de um poder que o próprio povo lhes negou pelo voto.



MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários

Cunhado de Paulo Câmara ganha cargo comissionado na Presidência do TRT6. Funcionários veem favorecimento

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado