PREFEITURA DE PAUDALHO ESCLARECE QUE CONTRATO COM EMPRESA ALVO DA OPERAÇÃO TUPINAMBÁ FOI ASSINADO PELO EX-PREFEITO JOSÉ PEREIRA, DO PSB, QUE PAGOU POR OBRA SEQUER INICIADA

Prefeito de Paudalho Marcelo Gouveia, do PSD, envia esclarecimentos
ao Blog sobre contratos da Prefeitura com empresas alvo de Operações
policiais


A Prefeitura de Paudalho, por intermédio de sua Procuradoria Geral, envia nota ao Blog esclarecendo que o contrato assinado com a empresa ESFERA CONSTRUÇÕES LTDA., alvo da Operação Tupinambá, da Polícia Civil e do Ministério Público de Pernambuco, foi assinado pelo ex-prefeito do Município, José Pereira de Araújo, do PSB e não pela atual gestão, como prova com as cópias dos contratos enviadas a este Blog. Além disso, a atual gestão informa que no dia 20 de setembro do corrente notificou a empresa de que iria rescindir o contrato em razão de não ter sido sequer iniciada a obra.

Em seus esclarecimentos, a gestão do Prefeito Marcelo Gouveia informa que não realizou nenhum pagamento à empresa e que todos os pagamentos realizados àquela foram feitos pela gestão passada, do PSB, inclusive com todos os empenhos sendo assinados pelo ex-prefeito José Pereira (Acesse AQUI).










Com relação à contratação da empresa DTI Soluções, pertencente a um dos presos pela Operação Mata Norte, a prefeitura sustenta que o processo licitatório ocorreu dentro da legalidade e que todas as informações sobre o certame foram levadas ao conhecimento do Tribunal de Contas de Pernambuco, o que atestaria a lisura da licitação:





MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos