ACRIM-PE DENUNCIA QUE REUS ESTÃO INDEFESOS EM PERNAMBUCO

Forum Rodolfo Aureliano - Recife

Associação dos Advogados Criminais de Pernambuco – ACRIM-PE, encaminhou oficio (Acesse AQUI) ao Presidente do TJPE, Desembargador LEOPOLDO DE ARRUDA RAPOSO, denunciando que muitos dos advogados selecionados pelo Tribunal para participarem como “DEFENSORES DATIVOS” voluntários e não remunerados no chamado “esforço concentrado para otimizar a realização de julgamentos relacionados a crimes dolosos contra a vida – homicídios” não tem nenhuma experiência na área criminal, dizendo ainda que há notícias que alguns deles sequer fizeram uma única audiência criminal.
Segundo FELIX SANTOS, Presidente da ACRIM-PE, certamente alguns dos réus, ainda que formalmente defendidos, estarão concretamente indefesos
Em duro expediente, FELIX SANTOS diz que advogados nomeados como defensores dativos, mas que não possuem a mínima capacidade técnica para uma defesa eficaz participarão e submeterão os réus por eles defendidos a um mise-en-scène de julgamento.
O também advogado criminalista JETHRO SILVA JÚNIOR, Secretario da entidade, alerta que não se pode privilegiar a quantidade em detrimento da qualidade, e que a submissão de réus pobres que deveriam ser patrocinados pela DEFENSORIA PÚBLICA DE PERNAMBUCO a esses julgamentos, tendo na banca adversária experientes Promotores de Justiça, presta-se apenas à busca melhores índices percentuais de julgamento em ranking mantido pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ.  
Ao final de seu oficio, a ACRIM-PE pede ao Desembargador Raposo que determine a suspensão dos julgamentos que teriam a participação desses advogados e que realize nova seleção, com critérios que viabilizem a concreta aferição da habilitação do profissional para aquelas funções.
A DIRETORIA.   




MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos