JUSTIÇA HOMOLOGA DELAÇÃO DE EMPRESÁRIOS QUE LAVARAM PROPINA DE EMPREITEIRAS PARA POLÍTICOS PERNAMBUCANOS

OS HERDEIROS DE EDUARDO CAMPOS

A Polícia Federal de Pernambuco confirmou, hoje, ao Blog da Noelia Brito, que a Justiça homologou acordos de colaboração premiada firmados por empresários e operadores financeiros que foram alvo da Operação Turbulência, que desbaratou esquema de lavagem de dinheiro de propina paga por empreiteiras a políticos pernambucanos, decorrentes de fraudes e superfaturamentos em obras públicas, que chegariam a R$ 600 milhões, segundo levantamentos preliminares da própria Polícia Federal.

Apesar da defesa dos empresários ter conseguido arquivar a Operação no TRF da 5ª Região, os empresários João Carlos Lyra, Apolo Santana, Eduardo Ventola e Aldo Guedes, principais acusados de funcionarem como "laranjas" no esquema de lavagem de recursos oriundos de propina para o PSB de Pernambuco, inclusive para a compra do jatinho no qual viajava o ex-governador Eduardo Campos, compra que, inclusive, desencadeou a Operação Turbulência, a existência de outros inquéritos em que esses empresários aparecem como investigados, inclusive com a decretação da prisão de Apolo Santana pelo Juiz Sérgio Moro em uma das Fases da Operação Lava Jato (Operação Blackout), os empresários findaram por firmar os acordos dos quais alguns trechos já haviam sido antecipados aqui mesmo em nosso Blog (Leia em DELATADOS! PSB USOU ATÉ ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA PARA LAVAR DINHEIRO DE PROPINAS, REVELA DELATOR DA TURBULÊNCIA SEGUNDO MATÉRIA DA "VEJA" e "LARANJAS" DO JATINHO DO PSB FAZEM DELAÇÃO E CONTAM QUE PAGARAM PROPINA ATÉ NO "REI DAS COXINHAS". PELO MENOS OITENTA POLÍTICOS DE PERNAMBUCO ESTARIAM CITADOS NA DELAÇÃO).

Nova ordem de prisão contra Apolo Santana, nem chegou a ser expedida, apesar de decretada pelo Juiz Sergio Moro, em fevereiro de 2017, no âmbito da Operação Blackout, em razão de um comunicado do próprio Ministério Público Federal acerca da Delação Premiada que vinha sendo negociada entre o MPF e o emrpesário (Leia em "LARANJAS" DO JATINHO DO PSB FECHAM ACORDO DE DELAÇÃO PREMIADA, REVELA ESTADÃO e "LARANJAS" DO JATINHO DO PSB SÃO ALVO DE DEVASSA DA RECEITA FEDERAL A PEDIDO DA "LAVA JATO").

Apesar de homologadas, o conteúdo das delações continuam mantidas em sigilo. De acordo com a Assessoria de Comunicação da Polícia Federal, em razão do sigilo, não é possível dar mais detalhes sobre as delações.

Fontes ligadas ao Ministério Público ouvidas pelo Blog esclareceram que a manutenção do sigilo em delações já homologadas, pode decorrer da necessidade da preservação de informações sensíveis ao desenrolar das investigações que serão desenvolvidas a partir das revelações obtidas com as delações.

O Blog do Ricardo Antunes e o site o Antagonista também confirmaram a homologação das delações (Leia AQUI e AQUI)

LEIA TAMBÉM

MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários

Cunhado de Paulo Câmara ganha cargo comissionado na Presidência do TRT6. Funcionários veem favorecimento

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado