TRF5 CONFIRMA CONDENAÇÃO DE EX-SECRETÁRIO ANÍBAL MOURA POR SONEGAÇÃO COM EMPRESA DE SEGURANÇA QUE OPERAVA POR INTERMÉDIO DE "LARANJAS"


O Tribunal Regional da 5ª Região confirmou a sentença prolatada pela 13ª Vara Federal da Seção Judiciária de Pernambuco que condenou o ex-secretário de Defesa Social de Pernambuco, durante o governo Jarbas Vasconcelos, pelo crime de Sonegação Fiscal que teria praticado como real proprietário da empresa de Segurança Privada, KORPUS SEGURANÇA PRIVADA LTDA., durante os anos de 2000, 2001 e 2002, quando a empresa teria sonegado mais de R$ 5,8 milhões em tributos federais (em valores históricos, ou seja, não atualizados).





De acordo com a decisão do TRF da 5ª Região (Leia o Acórdão AQUI), Aníbal Moura, que era delegado de Polícia Civil e foi Secretário de Defesa Social do governo Jarbas Vasconcelos, era o verdadeiro dono da empresa de Segurança Corpus, juntamente com José Bento da Silva, que era também funcionário da Rede de Supermercados Bompreço, um dos principais clientes da Korpus e que ambos utilizavam-se de um "laranja" chamado Elias Ramos Teixeira para ocultar essa realidade. Elementos colhidos em um PAD da Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social, iniciado ainda em 2010, foram utilizados para corroborar a condenação do ex-secretário de Segurança de Jarbas Vasconcelos:





MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

Políticos pernambucanos em pânico: Agiotas do Jatinho que delataram FBC gravaram conversas com delatados e entregaram áudios à PF, revela decisão de Barroso

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado