GOVERNO DE PERNAMBUCO COMPROU MAIS DE 4 MIL PACOTES DE CAFÉ E 825 QUILOS DE AÇÚCAR A CONSTRUTORA ALVO DA OPERAÇÃO TORRENTES


Compras realizadas pelas Secretarias de Educação e de Administração e pela Agência Estadual de Tecnologia da Informação de Pernambuco, em 2012, de café em pó e açúcar, chamam a atenção não pelos valores, mas pelo fornecedor: uma construtora que foi alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Torrentes, que investiga desvios de recursos públicos federais por parte de empresários e servidores ligados à Casa Militar do governo de Pernambuco e que deveriam ter sido destinados ao socorro das vítimas das enchentes havidas no Estado nos anos de 2010 e 2017 (Leia AQUI).

Foram 3.102 pacotes de 250g de café em pó adquiridos por meio do Empenho Nº: 2012NE014065, liquidado em 28/09/2012 à JLPM Construções Ltda. - EPP:




O produto, que é minuciosamente detalhado, teria sido adquirido por meio do Pregão Eletrônico nº 033/2012, homologado em 12/07/2012 e publicado no Diário Oficial do Estado em 13/07/2012. A informação sobre a compra inusitada de café em pó a uma construtora, pelo governo do Estado de Pernambuco, pode ser conferida no Portal "Tome Conta", do TCE/PE.

A empresa, que segundo nossas fontes, seria de propriedade dos empresários Ricardo Padilha Carício e de seu sócio Ítalo Henrique Silva Jaques, presos temporariamente no Cotel, por determinação da Justiça Federal em Pernambuco, pela Operação Torrentes, foi alvo das buscas e apreensões ocorridas na última quinta-feira (9), em razão de ter vários contratos com a Casa Militar de Pernambuco, que foi o principal alvo da Operação.

Em contratos firmados pela JLPM, entretanto, aparecem as pessoas de Tertuliano de Oliveira Montenegro e Adriana Padilha Carício Montenegro como sócios. Ambos foram alvos de Condução Coercitiva na mesma Operação que prendeu temporariamente Ricardo Padilha Carício e Ítalo Henrique Silva Jaques.

Pesquisa ao Portal "Tome Conta", do TCE/PE, revela que a mesma construtora foi contratada, pela Secretaria de Administração de Pernambuco, também em 2012, via Pregão Eletrônico nº 24/2012, para fornecer 325 kg de açúcar e outros 975 pacotes de  café em pó para abastecer as unidades do Expresso Cidadão de Garanhuns, do Carrefour e do Shopping Rio Mar:




A Agência Estadual de Tecnologia da Informação também comprou café e açúcar à JLPM Construções por meio do Pregão Eletrônico nº 7/2012. Para a ATI foram 500 kg de café e 1.000 pacotes de 250g de café em pó: 





Já com a Casa Militar do Governo de Pernambuco, os contratos foram para a realização de obras em vários Municípios do Estado, que vão desde a realização de reformas no prédio do SAMU, em Goiana, à construção de pontes em Correntes e Barreiros, totalizando R$ 5.696.779.04, para cinco contratos firmados nos anos de 2013 e 2015:


Unidade JurisdicionadaModalidade Número/AnoDescrição
Data Homologação
Total LicitadoTotal Adjudicado
Situação Licitante
Licitantes
Casa Militar de PernambucoConcorrência
1/2013
OBRAS
06/09/2013
1.422.793,811.150.173,80
Vencedor
3
Casa Militar de PernambucoConcorrência
1/2013
OBRAS
08/04/2013
5.944.271,331.993.270,71
Vencedor
3
Casa Militar de PernambucoConcorrência
2/2013
OBRAS
22/10/2013
1.395.648,411.395.648,41
Vencedor
5

Casa Militar de PernambucoConcorrência
3/2013
OBRAS
22/06/2013
999.248,12999.248,12
Vencedor
11
Casa Militar de PernambucoTomada de Preços
1/2015
OBRAS
09/06/2015
158.438,00158.438,00
Vencedor
2

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos