SEGUNDO TURNO SERIA ENTRE PAULO CÂMARA E MARÍLIA ARRAES, REVELA PESQUISA DIVULGADA PELO BLOG DO INALDO SAMPAIO

Em todos os cenários, segundo turno seria entre
 Paulo Câmara (PSB) e Marília Arraes (PT)

Uma pesquisa divulgada, hoje, pelo Blog do jornalista Inaldo Sampaio, feita entre os dias 21 e 24 de novembro, pelo Instituto Múltipla, de Arcoverde, com 600 entrevistados  dos Municípios da Região Metropolitana, da Zona da Mata, do Agreste e do Sertão de Pernambuco, revela a insatisfação do eleitor pernambucano com a classe política, mas, principalmente, com os atuais ocupantes do poder, no Estado, já que o governador Paulo Câmara (PSB), candidato à reeleição consegue apenas 18,66% dos votos, chegando a perder para os votos nulos e brancos que atingem o expressivo percentual de 29,16%. Em terceiro lugar aparecem tecnicamente empatados o senador Armando Monteiro (PTB) com 13,5%, o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), com 10% e a vereadora Marília Arraes (PT), com 9,66%. Outro que decepciona é o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), que aparece com apenas 2,83%. Já o ex-ministro das Cidades Bruno Araújo aparece com 1,83%. FBC, de todos os pré-candidatos é o que tem feito a campanha mais incisiva, daí porque seria de se esperar uma melhor performance. 

Quem surpreende positivamente é a vereadora Marília Arraes (PT), inclusive na pesquisa espontânea, onde seu nome já aparece à frente do nome do ex-prefeito do Recife, João Paulo, na preferência do eleitorado. Enquanto na espôntanea Marília Arraes aparece com 2% das citações, o ex-prefeito do Recife, João Paulo, aparece com apenas, 0,66%. Políticos de muita visibilidade como o vice-governador Raul Henry e o senador Fernando Bezerra Coelho, ambos do PMDB, também aparecem atrás da vereadora do PT, Marília Arraes, na consulta espontânea, o primeiro com 0,16% e o segundo com 0,66%. Esse dado é bastante significativo, se levarmos em consideração o fato de que Marília Arraes ainda é pouco conhecida pelo eleitorado do interior do Estado, tendo muito a crescer nesse nicho e entre eleitores indecisos ou que num primeiro momento possam ter declarado voto nulo ou em branco, a depender da qualidade da campanha que vier a adotar. Os eleitores indecisos, na consulta espontânea, atingem o índice de 38,83%, ao passo que os que declararam que votariam branco/nulo chegam a 20,50% do eleitorado. Só  9% se declararam espontaneamente eleitores do governador, ao passo que 4,33% disseram que votariam no senador Armando Monteiro e 3,33% no ministro da Educação Mendonça Filho, o que é pouco quando comparados aos que se declararam eleitores da vereadora Marília Arraes, tendo em vista o "recall" eleitoral e o nível de visibilidade de cada um.  Para se ter uma ideia, a vereadora só disputou três eleições, todas para a Câmara Municipal do Recife, ao passo que o ex-prefeito do Recife, João Paulo, que já aparece nas pesquisas espontâneas atrás de Marília Arraes, além de ter sido prefeito da Capital pernambucana por dois mandatos, foi vereador, deputado estadual, deputado federal e disputou o senado e a prefeitura do Recife nas últimas eleições, tendo, portanto, altíssimos níveis de conhecimento entre os eleitores de todos os setores.

Tanto Mendonça Filho quanto Armando Monteiro já exerceram ou exercem cargos majoritários. Mendonça Filho já foi vice-governador e governador de Pernambuco. Armando Monteiro foi ministro de Estado, candidato ao governo de Pernambuco e é senador. Já Paulo Câmara, além de governador tem a maioria das prefeituras do Estado, inclusive da região metropolitana e da Capital dando-lhe visibilidade. Todos esses fatores demonstram que a visibilidade é grande, porém, negativa à imagem desses pré-candidatos.

Outro dado interessante da pesquisa é que quando se apresentam apenas três candidaturas, sendo duas de oposição, em todos os cenários, há indicativo de segundo turno. A candidatura mais competitiva, entretanto, contra o governador Paulo Câmara, diferentemente do que se poderia imaginar, não é nem a do senador Armando Monteiro, nem a do senador Fernando Bezerra Coelho, mas a da vereadora Marília Arraes, que iria para o segundo turno contra o governador Paulo Câmara em todos os cenários pesquisados.

Numa disputa em que os candidatos sejam Paulo Câmara, Marília Arraes e Fernando Bezerra, o resultado, no primeiro Turno, seria:

1º CENÁRIO
Fernando Bezerra Coelho  4,50%
Marília Arraes                  19,33%
Paulo Câmara                   30,00%
Brancos/Nulos                  32,66%
Indecisos                            6,66%
Não sabe/não opinou.        6,83%

2º CENÁRIO

Marília Arraes         17,83%
Mendonça Filho      11,50%
Paulo Câmara          25,55%
Branco/Nulo            31,83%
Indecisos                   7,00%
Não sabe/não opinou 7,16%

3º CENÁRIO
Armando Monteiro        14,50%
Marília Arraes                17,83%
Paulo Câmara                 26,16%
Branco/Nulo                   28,66%
Indecisos                          6,33%
Não sabe/não opinou       6,50%

Perguntados em quem não votariam de jeito nenhum, os entrevistados mostraram que dos pré-candidatos o mais rejeitado é o senador Fernando Bezerra Coelho e a menos rejeitada é a vereadora Marília Arraes. Vejam os percentuais de cada um:

Armando Monteiro 24%
Bruno Araújo 25,66%
Fernando Bezerra Coelho 27,16%
Marília Arraes 18,33%
Mendonça Filho 20%
Paulo Câmara 20%













MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

Políticos pernambucanos em pânico: Agiotas do Jatinho que delataram FBC gravaram conversas com delatados e entregaram áudios à PF, revela decisão de Barroso

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado