EMPRESA DE LEITE QUE NUNCA PERDEU UMA LICITAÇÃO NA VIDA JÁ RECEBEU QUASE R$ 150 MILHÕES DO GOVERNO DE PERNAMBUCO E ACABA DE GANHAR CONTRATO DE R$ 7 MILHÃO PRA FORNECER EXCLUSIVAMENTE LEITE À PREFEITURA DE ABREU E LIMA. QUEM SERÁ O DONO DESSE FENÔMENO EMPRESARIAL?



Dados do Portal Tome Conta do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco revelam que a empresa PLANUS ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA., fornecedora de leite pasteurizado em sacos de um litro para escolas públicas ganhou todas as 13 licitações de que participou em sua existência, não tendo perdido simplesmente nenhuma. Quando não venceu a licitação, a Planus levou o contrato sem licitação, por Dispensa. Por ser esse fenômeno empresarial foi que só de contratos com o Governo do Estado de Pernambuco, para fornecer apenas leite pasteurizado em sacos de um litro, a Planus já embolsou a impressionante quantia de R$ 121.377.707,97 (Cento e vinte e um milhões, trezentos e setenta e sete mil, setecentos e sete reais e noventa e sete centavos).


Só da Secretaria de Administração que tem como titular o secretário Milton Coelho, foram R$ 55.325.795,00 (cinquenta e cinco milhões, trezentos e vinte e cinco mil, setecentos e noventa e cinco reais) em contratos para aquisição de leite com essa empresa chamada Planus Administração e Participação entre os a anos de 2014 e 2016. 

Com prefeituras de Paulistas, Caruaru e Abreu e Lima, a Planus obteve R$ 14.793.362,88 (quatorze milhões, setecentos e noventa e três mil, trezentos e sessenta e dois reais e oitenta e oito centavos) em pagamentos já liquidados, entretanto, só o último contrato agora em 2017, com a Prefeitura de Abreu e Lima, ligada ao PSB, num total de R$ 7.161.154,00 e que, segundo o Portal Tome Conta do TCE, desde sua assinatura, já teriam sido empenhados por apenas quatro meses de fornecimento de leite para as escolas de Abreu e Lima R$ 1.960.000,00, o que corresponde a um gasto mensal de R$ 490.000,00 com o produto, num Município de apenas noventa mil habitantes. Vale lembrar que todas os Programas foram custeados com verbas federais do PNAE.

O interessante é que apesar de comprarem em enormes quantidades nem por isso a Secretaria de Administração de Pernambuco ou mesmo a Prefeitura de Abreu e Lima conseguiram obter preços sequer compatíveis com os praticados no mercado. Uma simples consulta no Google revela que o litro do leite comprado num supermercado qualquer, a unidade, poderia ser obtido por R$ 2,69, no máximo. Entretanto, o Governo de Pernambuco chegou a pagar, agora em novembro, R$ 3,15 por um litro de leite, mesmo tendo adquirido 1.109.957 (um milhão, cento e nove mil, novecentos e cinquenta e sete litros) de um único fornecedor, no caso, o fenômeno de vendas Planus Administração e Participação Ltda e tudo, é claro com recursos federais, o que deve interessar bastante ao Ministério Público Federal, à CGU e à Polícia Federal, que têm marcado colado nessas licitações (e dispensas delas) do governo de Pernambuco e Prefeituras, com dinheiro federal. Mas quem será o dono dessa Planus? Será alguém que anda processando pessoas de bem na tentativa vil de calar e intimidar quem colabora com o competente trabalho da Polícia Federal? Fica a dúvida que certamente em breve será esclarecida.










MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos