Políticos de diversas colorações partidárias lamentam falecimento de ex-ministro Armando Monteiro Filho

"Eu votei sete vezes em Lula. Só não votei nele no tempo em que
Brizola foi candidato". 
"Ninguém foi mais coerente do que eu. Em todas as horas em que eu me defini, eu me defini em favor dos altos interesses do Brasil e não dos meus interesses" (Armando Monteiro Filho)

Faleceu, em sua residência, aos 92 anos, na manhã desta terça-feira (2), o empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho. 

O falecimento do empresário, que foi Ministro da Agricultura de João Goulart, foi lamentado por políticos das mais diversas colorações partidárias e por membros do empresariado e dos Poderes da República.


Armando de Queiroz Monteiro Filho nasceu no Recife  em 11 de setembro de 1925. Filho de Armando de Queiroz Monteiro e de Maria José Dourado de Queiroz Monteiro, estudou engenharia na Universidade do Recife, ingressando em 1945. Participou ativamente da política estudantil, tendo sido eleito deputado estadual por Pernambuco, em 1950, pelo PSD. Não conseguiu assumir devido ao parentesco com o então governador do Estado, Agamenon Magalhães, que era seu sogro.

Em 1954 foi eleito o deputado federal mais votado em Pernambuco.

Foi ministro da agricultura no governo de João Goulart, de 8 de setembro de 1961 a 26 de junho de 1962, nomeado pelo então primeiro-ministro Tancredo Neves.

Foi candidato ao governo de Pernambuco, em 1962, sendo derrotado por Miguel Arraes. Durante a ditadura foi filiado ao MDB, tendo depois se transferido para o PDT.

Voltou a concorrer na política em 1994, e como candidato ao senado foi derrotado. Em 1998 transferiu-se para o PMDB.

Era pai do senador Armando Monteiro Neto e do empresário Eduardo Queiroz, dono do Grupo EQM, que comanda o Jornal "Folha de Pernambuco", de Maria Letícia, Horácio, Cláudio e Sergio, este último, já falecido. Era casado com Do Carmo Monteiro.


O corpo do empresário e ex-ministro será velado nesta terça, das 16h às 19h, na Capela Nossa Senhora das Graças, no Instituto Ricardo Brennand, na Várzea. O velório continuará a partir das 20h no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, onde, nesta quarta (3), haverá uma missa às 10h. Às 11h, o corpo será cremado em cerimônia restrita aos familiares.

O Blog da Noelia Brito também manifesta seu pesar pelo falecimento do ex-ministro Armando Monteiro Filho e ao mesmo tempo em que presta suas condolências aos familiares e amigos enlutados, homenageia o ex-ministro relembrando vídeo em que Armando Filho falava sobre o Golpe Militar de 1964 e das vezes em que votou em Lula e Brizola => Acesse em Armando Monteiro Filho fala sobre o Golpe de Estado de 64: "Ninguém foi mais coerente do que eu. Em todas as horas em que eu me defini, eu me defini em favor dos altos interesses do Brasil e não dos meus interesses" (Armando Monteiro Filho)

Leiam algumas mensagens divulgadas pela classe política em suas Redes Sociais, lamentando o falecimento de Armando Monteiro Filho:

LUIZ INACIO LULA DA SILVA (PT) - EX-PRESIDENTE DA REPÚPLICA


"É com muita tristeza que recebi a notícia da perda de Armando Monteiro Filho, meu conterrâneo e amigo de longa data. Armando conciliou a vida como empresário com a atuação política, auxiliando a construção de um Brasil melhor nas funções de deputado estadual, federal e ministro de Estado no governo Jango. 
O povo pernambucano e o Brasil perdem um grande homem. Minha solidariedade à família neste momento de dor. 
Luiz Inácio Lula da Silva"


SILVIO COSTA FILHO (PRB) - DEPUTADO ESTADUAL E LÍDER DA OPOSIÇÃO DA ALEPE

"Nota de Pesar

Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento de Dr. Armando Monteiro Filho, um exemplo de homem público, pai e amigo. Uma de suas principais marcas sempre foi a solidariedade e, acima de tudo, a lealdade a seus amigos.
Como homem público, sempre praticou a boa política, atuando com ética, seriedade e respeito às pessoas. Em sua trajetória sempre colocou os interesses públicos à frente dos pessoais.
Dr. Armando Filho sempre será um exemplo para a minha e para as próximas gerações. Ninguém pode contar a história de Pernambuco sem falar do legado desse grande pernambucano.
Silvio Costa Filho e família"

MARILIA ARRAES (PT) - VEREADORA DO RECIFE E LÍDER DA OPOSIÇÃO NA CMR


"NOTA DE PESAR
Neste momento de luto e dor, solidarizo-me com a família do Dr. Armando Monteiro Filho, um dos principais quadros empresariais de Pernambuco. Ex-deputado estadual e federal, ex-ministro da Agricultura (do governo João Goulart), Armando Filho sempre defendeu os interesses de Pernambuco, através de uma postura progressista, visionária e democrática. Em 1994, disputou o Senado na chapa do ex-governador Miguel Arraes e teve, como sempre, um importante papel no debate eleitoral. Sua capacidade de mediar, algo raro em tempos de tanta intolerância, fará muita falta a todos que ficam. Meus sinceros sentimentos à família.

Marília Arraes"

MENDONÇA FILHO (DEM) - MINISTRO DA EDUCAÇÃO


"Como admirador e amigo rendo homenagem ao Dr. Armando Monteiro Filho, pessoa muito querida. Minha solidariedade à família, dona Do Carmo, filhos, netos e aos amigos neste momento. Foi um grande empreendedor, uma figura pública marcante com enorme capacidade de diálogo. Uma de suas marcas era a cordialidade. Proativo, sempre pensava e atuava pelo bem do País e de Pernambuco. Nosso reconhecimento público à história e à memória deste grande empresário, homem público e grande cidadão, que foi Dr. Armando Monteiro."

PAULO CÂMARA (PSB) - GOVERNADOR DE PERNAMBUCO


"Armando Monteiro Filho foi um honrado pernambucano, um legítimo cavalheiro que sempre lutou, ao longo de toda a sua vida, pelas maiores causas do nosso Estado e do Brasil, como empresário e político. Dr. Armando teve uma postura firme, democrática e corajosa no enfrentamento com a ditadura militar e foi uma referência para gerações. Quero prestar a minha homenagem pessoal a esse grande pernambucano e me solidarizar com seus familiares e amigos."


MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

Políticos pernambucanos em pânico: Agiotas do Jatinho que delataram FBC gravaram conversas com delatados e entregaram áudios à PF, revela decisão de Barroso

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado