EMPRESA QUE TENTA INTIMIDAR NOSSO BLOG COM QUEIXAS-CRIMES TEM MAIS DE R$ 200 MILHÕES EM CONTRATOS COM ESTADO E PREFEITURAS LIGADAS A PAULO CÂMARA E GERALDO JULIO

Nilton Mota e Romero Pontual


Nosso Blog teve acesso, com exclusividade, a uma Planilha com um levantamento que demonstra o poderio econômico da empresa Casa de Farinha, considerada um dos maiores fenômenos empresariais do Estados de Pernambuco surgidos durante os sucessivos governos do PSB.

De acordo com essa Planilha, a empresa Casa de Farinha, especializada no fornecimento de gêneros alimentícios para escolas, hospitais e presídios, seria detentora dos maiores contratos para fornecimento desses produtos para órgãos públicos no Estado, tendo entre seus clientes Secretarias Estaduais e Prefeituras ligadas ao Partido do Governador Paulo Câmara em valores que já teriam ultrapassado a casa dos duzentos milhões de reais. Somente no primeiro ano do governo do prefeito do Recife, Geraldo Júlio, em 2013, essa empresa teria embolsado, para fornecer parte da merenda escolar da rede municipal de ensino, nada menos que R$ 35 milhões. Acesse AQUI a Planilha e fique impressionado também.


Para calar e intimidar a Editora de nosso Blog, a exemplo de outros fornecedores e correligionários do governador Paulo Câmara e do Prefeito Geraldo Júlio, a empresa Casa de Farinha e seus proprietários, os empresários Romero Pontual, que formalmente se desligou da empresa que hoje no contrato social tem como dono seu filho Romero Pontual Filho, entraram com quatro queixas-crimes contra a nossa Editora, pois, segundo nossas fontes, temem ter o mesmo destino do outro empresário que detinha contratos milionários com o governo do Sr. Paulo Câmara, mais precisamente com sua Casa Militar, cujos Coronéis, jeans denunciados por fraudes em licitações, também tramaram entrar com ações para intimidar nossa Editora (Leia em CORONÉIS INDICIADOS POR CORRUPÇÃO NA OPERAÇÃO TORRENTES TRAMARAM AÇÕES PARA INTIMIDAR NOELIA BRITO.) para fornecimento de gêneros alimentícios e outras mercadorias, o Sr. Ricardo Padilha, que já tem três prisões preventivas decretadas. 

Aliás, nossa Editora ingressou com pedido de informações junto ao Ministério Público de Pernambuco questionando o porquê de até hoje aquele órgão não ter denunciado o Sr. Romero Pontual, flagrado em grampos da Polícia Federal em conversas que levaram aquela instituição a apontá-lo como "integrante de uma quadrilha que fraudava licitações no governo de Pernambuco mediante oferecimento de vantagens a servidores" ao que o Procurador Geral de Justiça, Dr. Francisco Dirceu se limitou a responder laconicamente que o caso estaria desde 2013 com a Promotoria de Justiça de Jaboatão dos Guararapes. Pelo visto, o Conselho Nacional do Ministério Público terá que ser acionado para averiguar essa exdrúxula inversão de valores.






O QUE FOI FEITO DESSE INQUÉRITO?



O pouco caso do Procurador Geral de Justiça com as denúncias contra a Casa de Farinha e seus proprietários, que sabemos por nossas fontes já terem sido encaminhadas também ao GAECO e à Polícia Federal é preocupante, pois até ameaças de morte já foram reportadas e é claro que eu também temo por minha vida. Se algo me acontecer ou a quem já reportou ameaças não serão apenas as mãos dos criminosos que estarão manchadas de sangue, mas a de todas as autoridades que cientes da periculosidade de uns e outros, nada fazem. Leiam também Antônio Campos relata ter sofrido ameaça de morte e perseguição do governo Paulo Câmara e Antonio Campos comunica tentativa de invasão de e-mail de Ana Arraes à PF, PGR e OAB.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos