Em Coletiva, Polícia Civil confirma envolvimento da Casa de Farinha nas fraudes investigadas pela Ratatouille e identidade do dono das caixas de dinheiro apreendidas pela Operação Ratatouille, antecipada, com exclusividade, por nosso Blog. Confiram!



Conforme antecipamos ainda ontem, a empresa Casa de Farinha é uma das investigadas pela Operação Ratatouille, da Polícia Civil de Pernambuco. A empresa e seus sócios, recentemente, ajuizaram, quatro queixas-crimes contra a editora deste Blog, com o intuito evidente de nos intimidar e nos calar já que fomos o primeiro canal a divulgar as atividades ilícitas dessa organização e de seus sócios, que já foram alvos de outras operações policiais e até agora vinham conseguindo se livrar.

Por ironia do destino ou quem sabe por uma espécie de justiça divina, no mesmo dia em que a Operação Ratatauielle era desencadeada, confirmando as denúncias de que essa empresa era contratada por maus gestores para fornecer merenda escolar podre para as crianças carentes do Município do Cabo de Santo Agostinho, nossa editora recebia a intimação para as audiências de conciliação nas mencionadas queixas-crimes que foram todas encaminhadas para a 20ª Vara Criminal da Capital, nas quais, obviamente, apresentaremos defesa e exceção da verdade e representação criminal por denunciação caluniosa.

Confiram em CASA DE FARINHA TAMBÉM É ALVO DA RATATOUILLE, POR FORNECER MERENDA DE MÁ QUALIDADE E MONTAGEM DE PLANILHAS nossa matéria publicada na noite de ontem revelando, em primeira mão, que a toda poderosa Casa de Farinha era, sim, alvo, da Ratatouiile. 

Confiram, ainda, no Blog da Folha, a declaração da Delegada Patrícia Domingues, confirmando que há seis meses começaram a ser investigados contratos e licitações e o primeiro a chamar a atenção foram justamente os da Prefeitura do Cabo com a Casa de Farinha: "Durante seis meses, as autoridades começaram a investigar contratos e licitações. O primeiro a chamar a atenção da Polícia Civil foi o vinculo da prefeitura com a empresa Casa de Farinha, fornecedora de alimentos para as secretarias municipais de Educação, Saúde e Assistência Social. 'O TCE verificou inúmeras irregularidades, como fornecimento de alimentos estragados, carnes de péssima qualidade e o não-fornecimento de merenda ou fornecimento abaixo do estipulado em contrato', explicou a delegada Patrícia." (Leia em http://www.folhape.com.br/politica/politica/blog-da-folha/2018/03/22/BLG,5840,7,509,POLITICA,2419-OPERACAO-RATATOUILLE-INVESTIGA-PESSOAS-LIGADAS-GESTAO-VADO.aspx)

Conforme também antecipamos hoje cedo, as caixas de dinheiro contendo R$ 1,09 milhão e que foram apreendidos pelos policiais civis durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e sequestro de bens no âmbito da Operação Ratatouielle pertencem ao advogado Paulino Valério Neto, atual secretário de Planejamento e Gestão do Município de Ipojuca, da gestão Célia Sales, do PTB e que foi secretário executivo de Logística do Cabo de Santo Agostinho durante a gestão do ex-prefeito Vado da Farmácia, que segundo a delegada titular da Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública, Patrícia Domingues, seria o principal alvo da Operação por apresentar enriquecimento durante o mandato incompatível com os ganhos salariais de um prefeito.







Segundo a delegada até um veículo da marca Porsche teria sido apreendido na residência do ex-prefeito que quando assumiu a prefeitura declarou não ter nenhum bem.

Ainda segundo a Polícia Civil, Vado teria se utilizado de uma rede de laranjas para ocultar o patrimônio adquirido ilicitamente, entre os quais vários parentes. que também são alvos das investigações juntamente com oito secretários de sua gestão.



A Operação Ratatouielle teve origem a partir de Relatórios do TCE/PE, relatados pela Conselheira Teresa Duere onde foram constatadas fraudes em licitações onde empresas foram contratadas para fornecimento de Merenda Escolar e outros serviços de péssima qualidade e até estragada, entre os anos de 2013 e 2016, em valores superfaturados. Os contratos superam os R$ 113 milhões que teriam beneficiado 13 empresas.


MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos