EM MARÇO, CASA DE FARINHA FOI DENUNCIADA AO MPF POR SUPOSTA SONEGAÇÃO FISCAL MILIONÁRIA




Um comerciante residente no Município do Cabo de Santo Agostinho, de nome Moacir Costa Gonçalves, protocolou no dia 08/03/2013, junto à Procuradoria Regional da República da 5ª região, uma denuncia contra a empresa Casa de Farinha, principal alvo da Operação Ratatouille, da Polícia Civil de Pernambuco, porque, segundo esse cidadão, essa empresa teria revelado em seu balanço patrimonial de 2017, publicado no dia 23 de fevereiro de 2018, no Jornal do Commercio, "inconsistência em sua escrita fiscal".

ACESSE A ÍNTEGRA DA DENÚNCIA: PAG 1PAG 2PAG 3PAG 4PAG 5PAG 6PAG 7, PAG 8.

Afirma o denunciante que uma carta anônima teria lhe revelado "valores de cerca de R$ 2.029.428,56 no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2015 referente a IRPJ/ CSLL e PIS/Cofins não recolhidos, em valores não corrigidos, o que pode caracterizar indício de sonegação fiscal de tributos e contribuições federais."

O denunciante ainda aponta para possíveis não pagamentos de tributos estaduais: "Quanto ao ICMS no período há indícios de infrações relativas a notas fiscais de entrada na ordem de R$ 6,1 milhões, infrações relativas a notas fiscais de saída na ordem de R$ 5,1 milhões e infrações relativas a crédito presumido de R$ 1,7 milhões que se acrescidos de multa de 100% e juros estimados para o período de 25% pode chegar a uma sonegação fiscal de mais de R$ 33 milhões com reflexos em impostos federais."

O comerciante também questiona a verdadeira titularidade da empresa que atribui ao Sr. Romero Pontual. Vejamos: "O crescimento vertiginoso e concentrado da Casa de Farinha deve-se a real titularidade da empresa ser do Sr. Romero Fittipaldi Pontual (...) e o seu poderio político junto as gestões do PSB, que utiliza no seu mister prepostos, em uma estrutura de S/A, tendo o seu filho Romero Filho e outros pseudos sócios no Conselho de Administração e na administração da empresa, que na realidade é sua e é comandada, mesmo à distância, por ele." Prossegue com a denúncia nos seguintes termos: "Tal empresa vem sendo operada, no dia a dia, pelo executivo Nelson Canizza sob orientação de seu pai Agripino Augusto Canizza, e Romero Filho, sob comando geral de Romero Pontual."








A Operação Ratatuille aponta a Casa de Farinha como beneficiária de um esquema milionário onde essa empresa fornecia alimentos estragados para os alunos da Rede Municipal de ensino do Cabo de Santo Agostinho, município onde reside o comerciante que formulou a denúncia protocolada junto ao Ministério Público Federal e em quantidades inferiores àquelas contratadas.

Saiba mais em http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2018/03/ratatouille-casa-de-farinha-fornecia-comida-estragada-mal-cheirosa-e-em-quantidade-insuficiente-para-as-criancas-revela-delegada-em-entrevista.html

http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2018/03/em-coletiva-policia-civil-confirma-envolvimento-da-Casa-de-Farinha-nas-fraudes-investigadas-pela-Ratatouille-e-identidade-do-dono-das-caixas-de-dinheiro-apreendidas-pela-Operacao-Ratatouille-antecipada-com-exclusividade-pelo-blog.html

    COLETIVA DA OPERAÇÃO RATATUILLE
ACESSE => https://www.youtube.com/watch?v=qKcgFi_AmKc&t=20s



















MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos