OPERAÇÃO DECIMUS: PF EM PERNAMBUCO DEFLAGRA OPERAÇÃO CONTRA ATIVIDADES CRIMINOSAS DE DUAS EMPRESAS DE SEGURANÇA PRIVADA

10 de abr. de 2018

/ by Blog da Noelia Brito


A Polícia Federal em Pernambuco, através da sua Delegacia de Controle de Segurança Privada-DELESP, deflagrou na manhã de hoje, 10/04/2018 - a Operação Decimus que visa obter conjunto probatório na sede de duas empresas de segurança privada bem como nos endereços residenciais dos seus respectivos proprietários.

Desde às 6h da manhã de hoje, 45 (quarenta e cinco) policiais federais, distribuídos em 05 (cinco) equipes estão dando cumprimento 05 (cinco) Mandados de Busca e Apreensão, sendo 02 (dois) mandados na sede de duas empresas de segurança privada (Boa Viagem e Prado) e 03 (três) mandados no endereço residencial dos donos destas respectivas empresas (Boa Viagem, Cidade Universitária e Madalena).

Até agora foram apreendidos diversos documentos com indicação de movimentações financeiras suspeitas, celulares, documentos contáveis, armas, diversos cheques além de quantia elevada de dinheiro. Um dos investigados é um oficial da Polícia Militar que teve algumas armas de fogo sem registro apreendidas em sua residência, não consta formalmente como sócio de uma das empresas investigadas, porém, a investigação busca apurar a participação dele na respectiva administração da empresa. 

Os crimes que estão sendo alvos das investigações são os constantes no artigo 304 (uso de documento ideologicamente falso) e 288 (formação de quadrilha), ambos do Código Penal Brasileiro, além de outros crimes que restarem comprovados, cujas penas somadas variam de 1 a 10 anos de reclusão. Todo o material apreendido será trazido para a sede da Polícia Federal onde passará por perícia técnica a fim de subsidiar as investigações que estão andamento! Os nomes das empresas não serão divulgados por enquanto.

Atualização: Nota da Corregedoria da SDS confirmou a identidade do Tenente Coronel da Polícia Militar Pérsio Araújo Ferraz, lotado na Diretoria de Segurança da ALEPE, como sendo o oficial detido por portar armas sem licença. Além disso, o militar já estaria sendo investigado pela Corregedoria desde fevereiro deste ano por ser o verdadeiro dono das empresas, mesmo sob impedimento legal.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Federal em Pernambuco e da Corregedoria da SDS.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021