Paulo Câmara persegue presidente do Sinpol com inquéritos para demiti-lo como fez com policiais militares, aos mesmo tempo em que dá apoio e elogia Eduardo da Fonte, alvo da Lava Jato por ameaçar testemunha de morte. Sindicato promove ato de repúdio amanhã (26)




O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, SINPOL-PE, realizará um ato nesta quinta-feira, (26), contra a demissão do presidente da entidade, Áureo Cisneiros. Além dos Policiais Civis, já confirmaram presença diversos sindicatos, centrais sindicais e movimentos populares. O Blog da Noelia repudia veementemente as perseguições praticadas pelo governador Paulo Câmara, do PSB, contra o presidente do SINPOL, sendo de causar espécie que ao mesmo tempo que persiga policiais civis e militares por lutarem do melhores condições de trabalho e salariais para as categorias que representam e ao mesmo tempo manifeste apoio e até elogios rasgados a um parlamentar como o deputado Eduardo da Fonte, do PP, que acaba de ser alvo de uma fase da Lava Jato por obstrução da justiça. Eduardo da Fonte foi acusado por uma testemunha que se encontra sob a guarda do serviço de proteção a testemunhas de tentar suburná-la e de ainda ameacá-la de morte para que mudasse seus depoimentos na Lava Jato que viessem a comprometer o deputado pernambucano e o presidente do PP.



O mesmo Paulo Câmara que persegue policiais honrados e honestos com processos forjados para demiti-los é aquele que afirmou confiar plenamente na inocência de Eduardo da Fonte (Leia em Governador defendeu o aliado Eduardo da Fonte no dia em que a Polícia Federal investigou ele por obstrução de Justiça na Lava Jato)

Na ocasião, ainda será realizada uma assembleia dos Policiais Civis, que poderá deflagrar a Operação Polícia Cidadã (operação padrão), em defesa de Áureo e de outros diretores do SINPOL, que também estão sendo processados por suas respectivas atividades sindicais. 

Áureo foi o presidente que conseguiu as maiores conquistas na história do SINPOL, sem abrir mão da luta por melhores condições de trabalho para sua categoria e maiores investimentos na segurança pública. Justamente por isso, já acumula 12 Processos Administrativos Disciplinares (PAD’s), em que foi arrolado pelo estrito exercício de sua atividade sindical. 

Com estes ataques, o Governo do Estado tenta acabar com o sindicalismo dentro da Polícia Civil. A situação é bem semelhante com a ocorrida dentro da Polícia Militar, quando demitiram os líderes da Associação dos Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE) por exercer atividade sindical. As perseguições do governador Paulo Câmara contra policiais que reivindicam direitos também levou ao desligamento da Cabo PM AÊNIA DANIELE FEITOSA BARBOSA, tão somente por ter participado "da manifestação de caráter reivindicatório, capitaneada pela Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados" e por ter sido "flagrada em cima do trio elétrico que estava sendo utilizado pelos líderes para proferir discursos tratando de reajuste salarial, plano de cargos e carreira militar, da desistência e não adesão ao Programa de Jornada Extra de Segurança." Leiam a estarrecedora Portaria que excluiu a policial militar "a bem da disciplina":

PORTARIA DO SECRETÁRIO DE DEFESA SOCIAL

N° 3440, DE 29/06/2017 - DELIBERAÇÃO SIGEPE n° 7400864-2/2017 CD SIGPAD n° 2017.12.5.000198 Aconselhada: Cb PM Mat. 102989-4 AÊNIA DANIELE FEITOSA BARBOSA

O Secretário de Defesa Social, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 7°, § 3°, da Lei 11.929, de 02 de janeiro de 2001, bem como, no Art. 10, inciso I, c/c, o Art. 28, inciso V da Lei 11.817/00; CONSIDERANDO que a Aconselhada participou da manifestação de caráter reivindicatório, capitaneada pela Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados, realizada em 09 de dezembro de 2016, inclusive sendo flagrada em cima do trio elétrico que estava sendo utilizado pelos líderes para proferir discursos tratando do reajuste salarial, do plano de cargos e carreira militar, da desistência e não adesão ao Programa de Jornada Extra de Segurança; CONSIDERANDO que a instrução processual revelou que a militar é culpada das mencionadas acusações e que os seus antecedentes disciplinares registram que ela foi punida com pena disciplinar restritiva de liberdade por ter participado do movimento paredista que afligiu a sociedade pernambucana no ano de 2014; CONSIDERANDO que, ao analisar as peças que compõem o processo, o Corregedor Geral da SDS, em Despacho, decidiu homologar os pareceres contidos no processo administrativo arrimado no § 1°, do Art. 50 da Lei Estadual 11781/2000; RESOLVE: I - Excluir a bem da disciplina, da Polícia Militar de Pernambuco, a Cb PM Mat. 102989-4 AÊNIA DANIELE FEITOSA BARBOSA, por haver incorrido no que dispõe o Art. 12, §§ 2° e 3°, Art. 27, incisos III, IV, XII, XIII e XVI da Lei Estadual n° 6.783/74, Art. 1°, Art. 4° e seus parágrafos, Art. 6° e Art. 7° do Dec. 22.114/00, fazendo incidir os cânones do Art. 112, b), III da Lei 6.783/74, a teor dos fundamentos fáticos e jurídicos constantes no Relatório Conclusivo do Processo, no Despacho do Corregedor Auxiliar Militar e no Parecer Técnico, bem como, no Despacho Homologatório; II - Publique-se; III -Retornem os autos à Corregedoria Geral para as medidas decorrentes desta deliberação. Recife, 29JUN2017. ANGELO FERNANDES GIOIA. Secretário de Defesa Social.

Agora, Paulo Câmara, defensor do aliado Eduardo da Fonte a quem inclusive deu o comando de SUAPE e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico em troca de apoio eleitoral, está no processo para acabar com a entidade. "O Governo de Pernambuco quer fazer o mesmo com a PCPE, mas a categoria não vai permitir", afirmam em nota enviada ao Blog, os dirigentes do SINPOL. 

SERVIÇO: 
ATO CONTRA A DEMISSÃO DE ÁUREO CISNEIROS 
LOCAL: Praça Oswaldo Cruz (Soledade – Recife) 
DATA: 26/04 (quinta-feira) 
HORÁRIO: 9h30

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos