Operação Torrentes: Veja fotos dos "carros de luxo" de empresários e coronéis da PMPE que foram apreendidos na Operação. Polícia Federal já pediu a venda antecipada dos veículos para garantir ressarcimento ao Erário



A "Operação Torrentes" da Polícia Federal em Pernambuco, que já está sendo chamada de a "Operação Lava Jato" pernambucana, por seu potencial de atingir os principais operadores e beneficiários dos maiores esquemas de corrupção, lavagem de capitais e fraudes de em licitações no Estado, já apreendeu, com autorização da Justiça Federal, recursos financeiros, veículos automotores e aquáticos e imóveis de diversos alvos da Operação, entre empresários, empresas e servidores públicos, principalmente coronéis da Polícia Militar ligados à Casa Militar do atual governo e do que o antecedeu, do qual é continuidade.

Com apoio na Lei nº 9.613/98, que "Dispõe sobre os crimes de 'lavagem' ou ocultação de bens, direitos e valores; a prevenção da utilização do sistema financeiro para os ilícitos previstos nesta Lei; cria o Conselho de Controle de Atividades Financeiras - COAF, e dá outras providências", a Polícia Federal já requereu à Justiça Federal, com parecer já favorável do Ministério Público Federal, a alienação antecipada dos veículos de luxo apreendidos com os investigados, já que a Lei de Combate à Lavagem de bens, direitos e valores autoriza esse procedimento: "Art. 4o  O juiz, de ofício, a requerimento do Ministério Público ou mediante representação do delegado de polícia, ouvido o Ministério Público em 24 (vinte e quatro) horas, havendo indícios suficientes de infração penal, poderá decretar medidas assecuratórias de bens, direitos ou valores do investigado ou acusado, ou existentes em nome de interpostas pessoas, que sejam instrumento, produto ou proveito dos crimes previstos nesta Lei ou das infrações penais antecedentes.                       (Redação dada pela Lei nº 12.683, de 2012)
§ 1o  Proceder-se-á à alienação antecipada para preservação do valor dos bens sempre que estiverem sujeitos a qualquer grau de deterioração ou depreciação, ou quando houver dificuldade para sua manutenção."            


VEÍCULO APREENDIDO COM O CORONEL MARIO CAVALCANTE - AVALIADO EM R$ 95 MIL






VEÍCULO APREENDIDO COM ROMERO FITTIPALDI PONTUAL, EX-PRESIDENTE DA CEASA, REGISTRADO EM NOME DA EMPRESA "CASA DE FARINHA" AVALIADO EM R$ 140 MIL






VEÍCULOS APREENDIDOS COM ANTÔNIO MANUEL DE ANDRADE JUNIOR E SUA EMPRESA A. M. JUNIOR COMERCIO DE COUROS AVALIADOS EM R$ 330 MIL (MERCEDES) E R$ 100 MIL (JEEP COMPASS)




 



VEÍCULO AVALIADO EM R$ 183 MIL (LAUDO NÃO INFORMA COM QUEM O VEÍCULO TERIA SIDO APREENDIDO NEM EM NOME DE QUEM ESTARIA REGISTRADO


VEÍCULO APREENDIDO COM ANTÔNIO TRAJANO DA ROCHA NETO AVALIADO EM R$ 89 MIL








MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ

Direita já se organiza para derrubar Bolsonaro, o louco. Frota protocola impeachment e Janaina decreta: "esse senhor tem que sair"