Posto denunciado pelo Blog da Noelia Brito é interditado pelo PROCON/PE e recebe multa de meio milhão por cobrar R$ 9 por um litro de gasolina



Após a veiculação em nosso Blog e em nossas Redes Sociais de um vídeo flagrando o momento em que um funcionário de um Posto de Combustíveis localizado no Bairro do Pina aumentava o preço cobrado no litro de gasolina para R$ 8,99, o PROCON/PE determinou a interdição do estabelecimento e ainda aplicou uma multa de R$ 500 mil.

Nossa Editora recebeu denúncia contra o reajuste absusivo praticado pelo Posto que integra a Rede Federal e está localizado na Av. Antônio de Góes já que o mesmo estabelecimento, ao meio-dia de ontem, cobrava quase a metade do valor que passou a cobrar à tarde. Parabéns ao PROCON/PE que prontamente coibiu a atitude criminosa daquele estabelecimento atentando contra a economia popular.

Empresários do ramo de combustíveis têm se aproveitado da crise de abastecimento ocasionada pela greve dos motoristas de caminhões, que protestam contra o aumento do preço do óleo diesel para praticar crimes contra a economia popular aumentando abusivamente o preço dos combustíveis.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento