Dodge pede a Fachin que envie inquérito que investiga Humberto Costa no Petrolão para Sergio Moro



A Procuradora Geral da República Raquel Dodge pediu ao Ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, que o Inquérito 3985, que investiga o senador Humberto Costa e seu amigo Mário Barbosa Beltão, por suposto recebimento de propina de R$ 1 milhão da Odebrecht, no chamado "Petrolão", fosse enviado à 13ª Vara Federal no Paraná, por ser a Vara presidida pelo Juiz Sergio Moro preventa para processar todos os inquéritos e ações da Operação Lava Jato quando envolvem pessoas sem foro privilegiado.









De acordo com Dodge, "no caso dos autos, o suposto crime de corrupção envolvendo o senador Humberto Costa teria ocorrido em 2010, quando ainda não tinha tomado posse nesse cargo, fato que só veio a ocorrem em 1º de fevereiro de 2011", em razão da recente decisão do Plenário do STF, na questão de ordem na Ação Penal 937, limitando a prerrogativa do foro privilegiado de parlamentares para as hipóteses em que os crimes investigados tenham sido cometidos durante e em razão do mandato.

Após ouvir a defesa de Humberto Costa e de Mário Beltrão, Fachin devolveu a palavra à Procuradora Geral da República, Raquel Dodge para se manifestar sobre os argumentos contrários da defesa dos investigados, para em seguida se pronunciar.

Leiam uma das delações que instruem o Inquérito:



MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Desembargador extingue reclamação do Estado de Pernambuco contra decisão do Juiz que mandou suspender retorno das aulas presenciais