Ex-prefeito João da Costa retorna à Prefeitura do Recife como servidor depois de ter sido prefeito da Capital



Uma Portaria assinada pelo atual prefeito do Recife, Geraldo Júlio, determinou o retorno do ex-prefeito João da Costa à Prefeitura do Recife, para o cargo de Agente de Administração Geral da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano de onde é servidor. De acordo com a Portaria, o retorno de João da Costa à Prefeitura do Recife atende a um Memorando do Vereador Almir Fernando e a Cotas dos Secretários Executivos de Governo e Administração e do Gerente de Acompanhamento Funcional. João da Costa, que perdeu o direito de concorrer à reeleição em razão de uma intervenção do PT Nacional para atender aos interesses de Humberto Costa que acabou amargando humilhante terceiro lugar nas eleições em que Geraldo Júlio, até então um ilustre desconhecido, foi eleito no primeiro turno, estava à disposição  da Câmara do Recife, mas desde 06 de junho já estaria lotado novamente na PCR. 


Não se sabe, entretanto, quais as razões do retorno de João da Costa nem se exercerá as funções de seu cargo ou se Geraldo Júlio o nomeará para algum cargo comissionado, já que o ex-prefeito ironicamente estaria dentre os que apoiam aliança do PT com o PSB em detrimento da candidatura do próprio Partido. João da Costa é o primeiro suplente do PT na Câmara Municipal do Recife.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues