PSB negocia Vice-Presidência com Ciro Gomes e não vai apoiar candidatura de Lula. PT perde tempo ao não oficializar logo a pré-candidatura de Marília, líder das pesquisas em Pernambuco



Segundo o colunista Maurício Lima, da Coluna Radar da Veja, durante uma conversa reservada com Rodrigo Maia (DEM) na última quarta (6), o governador de São Paulo, Márcio França teria garantido que o PSB iria apoiar a candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência. O PDT e o PSB já teriam, inclusive, fechado uma aliança em Minas Geras e estaria fechando outra aliança no Rio de Janeiro (leia https://veja.abril.com.br/blog/radar/marcio-franca-psb-vai-apoiar-ciro-gomes/).

A informação é corroborada pelo jornal "O Estado de São Paulo", onde foi publicada entrevista do ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, ao jornalista Jonathas Cotrim, na qual Lacerda descarta totalmente qualquer aliança entre o PSB e o PT tanto em Minas quanto em Pernambuco e ainda revela que existem negociações avançadas entre as direções nacionais do PDT e do PSB para que o PSB fique com a vaga de vice na chapa encabeçada por Ciro Gomes, sendo o próprio Lacerda cogitado para ocupar essa vaga: "Não é que eu esteja ou não cogitando sair como (candidato a) vice-presidente. Isso não é uma decisão minha. Existe uma negociação entre os dois partidos de uma possível aliança e, nessa negociação, foi colocada como uma hipótese, por parte do PSB, a indicação do meu nome para compor a chapa" (leia https://www.brasil247.com/pt/247/minas247/357629/Lacerda-confirma-negocia%C3%A7%C3%A3o-para-ser-vice-de-Ciro-e-descarta-apoiar-PT-em-MG.htm)

Segundo Lacerda, uma aliança nacional do PSB com o PT sequer é cogitada pela Direção Nacional do PSB, o que vai de encontro com as declarações de Humberto Costa, que insistem numa aliança entre os dois Partidos com a esperança de ser o escolhido para ocupar a outra vaga de senador na chapa de Paulo Câmara, já que a outra já estaria garantida a Jarbas Vasconcelos, do PMDB: "Isso não tem nenhum fundamento. Em um determinado momento, esse assunto surgiu em função da situação de Pernambuco. Mas o PT queria discutir um apoio do PSB em nível nacional. Mas não prosperou. Então essa troca, PT apoiando o PSB em Pernambuco e vice-versa aqui, nunca teve uma base concreta que chegasse até mim - e isso foi desmentido pela direção nacional do PSB também".

Causa estranheza que aliancistas do PT de Pernambuco estejam utilizando a falsa informação de que o PSB teria acertado apoio à candidatura de Lula como forma de retardar até o último minuto a oficialização da candidatura da vereadora Marília Arraes ao governo de Pernambuco, onde a petista inclusive lidera as pesquisas de opinião ao lado do outro candidato de oposição, Armando Monteiro. O próprio Paulo Câmara, aliás, declarou recentemente que o PSB poderia vir a apoiar Ciro Gomes (Leia http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2018/05/11/interna_politica,751823/paulo-camara-diz-que-psb-pode-apoiar-ciro-gomes.shtml).

Conforme já havíamos revelado, Marília Arraes já teria conquistado pelo menos 55% dos votos dos 300 delegados que votariam no dia 10 de junho pela candidatura própria ou pela aliança com o PSB e o adiamento dessa decisão mais se aproxima de uma autossabotagem do PT do que de tática eleitoral, como vêm sustentando os dirigentes petistas.

Fontes do Blog inclusive revelam, em reserva, que a ex-primeira dama Renata Campos, que seria uma espécie de eminência parda do PSB, já teria determinado a Paulo Câmara que seu vice fosse escolhido entre o ex-deputado Maurício Rands, recentemente filiado ao PROS e o ex-prefeito de Caruaru José Queiroz, do PDT. A imposição de José Queiroz para integrar a vice de Paulo Câmara reforça ainda mais a veracidade do que foi dito por Márcio França e Márcio Lacerda quanto ao apoio do PSB a Ciro Gomes e a inviabilidade do PSB vir a apoiar Lula, conforme tem sido divulgado falsamente pelos sabotadores da candidatura própria do PT em Pernambuco.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Pesquisa: Marília Arraes e Delegada Patrícia despontam empatadas na liderança da disputa para a PCR e podem protagonizar disputa inédita no Recife