Rombo milionário em Olinda: Renildo não presta contas à Caixa Econômica de gastos superiores a R$ 137 milhões e Lupércio é notificado para comprovar gastos ou devolver dinheiro



O atual prefeito de Olinda  Lupércio, do Solidariedade, foi notificado pela Caixa Econômica Federal para que comprove que os gastos superiores a R$ 137 milhões de recursos recebidos pela Prefeitura de Olinda, ainda na gestão de Renildo Calheiros, do PC do B foram realmente aplicados em obras na cidade. Acaso não comprove os gastos, Lupércio e Renildo terão que devolver os recursos à Caixa Econômica. Os Convênios milionários para os quais o PC do B não prestou contas foram assinados ainda em 2011, de acordo com os Ofícios expedidos pela CEF tanto para o prefeito de Olinda, quando à Câmara Municipal do Município. A não prestação de contas no prazo estipulado pela CEF ou a não devolução dos recursos acarretará uma Representação ao TCU para que instaure Tomada de Contas Especial contra a Prefeitura e seus últimos gestores.

A Caixa Econômica Federal, por outro lado, cobrou, recentemente, à Prefeitura de Olinda, quanto as contrapartidas da obra do Canal do Fragoso, que está paralisada, o que tem travado as liberações federais para a obra. O Tribunal de Contas do Estado soltou um alerta quanto a obra e está para visitar a mesma, numa vistoria, ante a proximidade do período chuvoso e os riscos de alagamentos para a população vizinha a obra, o que já aconteceu no passado. 

Antônio Campos, do Podemos, que disputou o segundo turno contra Lupércio, em Olinda atribui a omissão de Lupércio ao não denunciar o rombo deixado pelo antecessor em recursos da União sem prestação de Contas a uma espécie de pagamento pelo apoio dado por Renildo e Paulo Câmara à eleição do atual prefeito de Olinda: “Desde o início que afirmo que o preço do apoio de Renildo a eleição do Professor Lupércio era essa conivência em não cobrar com rigor da gestão anterior as prestações de contas dos convênios, nem expor a real situação do munícipio ao assumir, que agora os órgãos de controle vêm cobrando”, disse o advogado Antônio Campos. E completou: “vou expor tal situação ao Ministério Público Estadual e Federal e indagar se tal postura configura prevaricação por parte do atual Prefeito em só agir quando provocado”.

Renildo tem sido visto na companhia de Oscar Barreto, nas articulações para prejudicar a candidatura de Marília Arraes, de modo a favorecer a reeleição de Paulo Câmara.










MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Alunos de escola tradicional do Recife fazem apologia ao Nazismo e instituição solta nota de repúdio

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ