Alvaro Porto será o candidato da oposição à Presidência da Alepe



O deputado estadual Álvaro Porto, do PTB, deverá ser indicado pelo Bloco de Oposição para bater chapa contra o candidato do Palácio à Presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco, que está sendo ocupada interinamente pelo primeiro vice-presidente Pastor Cleiton Collins.

Com o falecimento de Guilherme Uchoa, a Casa deve eleger um novo presidente para um mandato tampão pelo período restante desta legislatura.

Collins era dado como "pule de 10" na disputa por ser o preferido do deputado Eduardo da Fonte,  presidente do seu Partido, o PP, que tem dado as cartas no governo de Paulo Câmara, candidato à reeleição e, portanto, subordinado aos caprichos de partidos que possam engrossar seu tempo de televisão. No caso da eleição para a presidência da Alepe, contaria a favor de Collins, o fato de o PP ter a maior bancada e estar na base de sustentação do governador, que é do PSB. Ocorre que Collins não contaria com a simpatia do Palácio, que preferiria apostar suas fichas em outro pepista, a contragosto de Eduardo da Fonte. Assim, os governistas estariam divididos entre as candidaturas de Collins e de Eriberto Medeiros.

Fontes do Blog revelaram, porém, que Eduardo da Fonte chegou até a ameaçar não dar legenda a Eriberto Medeiros, que trocou o PTC pelo PP para disputar uma vaga de deputado federal, caso ele insista em atrapalhar seus planos de fazer Cleiton Collins presidente da Alepe. Dudu da Fonte estaria tão empenhado na missão de fazer Cleiton Collins presidente da Alepe para o mandato "tampão", que já no velório do ex-presidente da Alepe, Guilherme Uchoa, pedia votos para seu candidato, o que teria gerado desconforto aos demais parlamentares, abordados pelo presidente do PP pernambucano.

Álvaro Porto  é um dos poucos deputados que na oposição se dispõem a bater de frente com Paulo Câmara, postura que o diferencia de alguns parlamentares desnecessários e oportunistas que fazem mais barulho do que oposição efetiva.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento