Com apoio do PSB à candidatura de Ciro Gomes definido, encontro de Gleisi Hoffmann com Paulo Câmara é só para cumprir tabela. Chapa de Câmara já está definida sem PT



Conforme antecipamos em várias postagens em nossas Redes Sociais, o PSB vai mesmo apoiar a candidatura de Ciro Gomes à presidência da República, de modo que a visita da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, hoje, ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, candidato à reeleição, pelo PSB, nada mais é do que uma espécie de partida para cumprimento de tabela em um campeonato que já tem vencedor.

Tanto Gleisi Hoffmann e quanto Paulo Câmara já sabem que o PSB vai apoiar Ciro Gomes porque no “campeonato” da Direção Nacional do PSB, o PT e Paulo Câmara só têm 19 pontos (votos), enquanto Ciro Gomes tem 137 pontos (votos). Em todo o PSB, pelo País a fora e aí vocês podem incluir o governador de São Paulo, Márcio França, dono dos votos do maior colégio eleitoral do PSB e que chegou a ensaiar votar em Alckmin, mas que ontem mesmo deu entrevista à Folha de São Paulo reconhecendo que o PSB vai de Ciro Gomes, todos dão entrevistas afirmando que o partido vai apoiar Ciro, então, quando Gleisi diz que o PSB vai apoiar ou Ciro ou Lula e que somente tirará a candidatura de Marília Arraes se o PSB nacional apoiar a candidatura de Lula, já se deve ler que a candidatura de Marília Arraes já está confirmada pelo PT, a não ser que Gleisi não tenha palavra, pois o PSB, já decidiu por maioria inalcançável de votos, que apoiará Ciro Gomes e não Lula. 

Traduzindo: Gleisi Hoffmann está afirmando que o PT somente retiraria a candidatura de Marília Arraes para apoiar Paulo Câmara se o PSB nacional apoiar a candidatura presidencial de Lula, já ciente de que a possibilidade desse apoio é igual a zero. Isso implica dizer que Marília Arraes já é a candidata do PT ao governo de Pernambuco. Infelizmente, a gente tem que desenhar. Tem que dizer que o doce de côco vem do côco que dá no coqueiro, pra que as pessoas entendam o óbvio.

Ontem, antecipamos, também em nossas Redes Sociais, que o próprio Paulo Câmara já se convenceu de sua incapacidade de mudar a decisão da maioria esmagadora de seu Partido e sem perder mais tempo, até já definiu sua chapa, sem o PT, obviamente, que, por sua vez, continua perdendo precioso tempo, inclusive em prejuízo de seus eventuais candidatos a cargos proporcionais (alguém do PSB de Pernambuco já chegou a dar declarações a colunistas afirmando que o PT está batendo cabeça e está mesmo).

Para a vice, Paulo Câmara escolheu a presidente nacional do PC do B, a deputada federal e ex-prefeita de Olinda, Luciana Santos. Com o embarque do PSB na candidatura de Ciro Gomes, o PC do B deve retirar a pré-candidatura da deputada estadual Manuela D'Àvila à presidência e também apoiar Ciro Gomes. Isso não deve surpreender a ninguém, pois no Ceará, o PC do B já é velho aliado dos Ferreira Gomes, onde o PT também tentou rifar a primeira candidatura da hoje deputada federal Luizianne Lins, a pedido de Ciro Gomes, para prefeita de Fortaleza, para atender ao PC do B, na época já aliado dos irmãos Ferreira Gomes (lá no Ceará, eles são uma espécie de "clã") que queriam que Inácio Arruda fosse o candidato. Na ocasião, Luizianne Lins fincou pé pela candidatura própria e venceu a convenção por um voto. Elegeu-se prefeita e depois foi reeleita por expressiva votação.



Para o Senado, já havia sido definido Jarbas Vasconcelos, do MDB, que diferentemente dos factoides que têm sido plantados por aliados de Fernando Bezerra Coelho e Armando Monteiro, não deve perder o comando do MDB. Já a última vaga foi definida como sendo do ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz, do PDT. Aliás, o deputado federal Wolney Queiroz, filho de José Queiroz e presidente do PDT de Pernambuco, postou, ontem, em sua conta no Instagram, que a aliança do PDT com o PSB estaria muito mais próxima do que as pessoas imaginam, referindo-se obviamente ao apoio deste último à candidatura de Ciro Gomes, já que em Pernambuco essa aliança já existe. 

A pesquisa Datamétrica, a ser divulgada no próximo fim de semana, aliás, deve projetar o que vem sendo demonstrado nas pesquisas até agora divulgadas e naquelas encomendadas pelo próprio PT, por Armando Monteiro e por Paulo Câmara, que Marília Arraes será a próxima governadora de Pernambuco. Não é à toa que o outro candidato da oposição. A conferir. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues