TCE coloca e depois retira Geraldo Júlio da Lista dos "Ficha Suja". Gestor teve contas julgadas irregulares por licitação em SUAPE




O atual prefeito do Recife apareceu na listagem do TCE como um dos gestores "Ficha Suja", ou seja, que tiveram contas rejeitadas pelo TCE/PE e que portanto estariam inelegíveis para concorrer no pleito deste ano . A lista chegou a ser publicada e a presença do prefeito naquela foi revelada pelo Portal Leia Já como um dos 1,4 mil gestores da lista parcial encaminhada pelo TCE ao TRE com contas rejeitadas. Entretanto, logo após o Portal LeiaJá revelar a presença do nome do prefeito do Recife naquela listagem, sem alarde, o TCE retirou seu nome que não consta mais na lista ((Lista Completa Enviada ao TRE/PE pelo TCE/PE pode ser acessada AQUI). Seria prudente que pelo menos aquele órgão explicasse o porquê da retirada, expedindo, quiçá uma nota justificando que o nome do gestor figurara indevidamente, até para que lhe seja feita justiça, se for o caso:















O processo onde as contas de Geraldo Júlio teriam sido rejeitadas se refere ao tempo em que o gestor presidia o Complexo Portuário de Suape, durante o exercício de 2011. De acordo com o site do TCE, consultado pelo Blog, a análise da concorrência 003/11, referente à Execução de serviços de drenagem do canal de acesso, bacia de manobras e dique do estaleiro PROMAR, constatou a existência de irregularidades naquela licitação em SUAPE, que era presidido na época por Geraldo Júlio. A decisão foi prolatada na Auditoria Especial nº 1102869-5. 




Lendo a decisão completa é possível observar que nem Geraldo Júlio nem os demais corresponsáveis apresentaram defesa ou qualquer recurso contra a decisão, sendo certo que transitou em julgado porque publicada no Diário Oficial de 29/08/2017. De acordo com o inteiro teor do Acórdão, Geraldo Júlio foi responsabilizado por, na qualidade de Direitor Presidente de SUAPE, ter homologado licitação em que se constatou restrição ao seu caráter competitivo e por ter descumprido recomendações do TCE:








MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues