FICHA SUJA: MPF ENTRA COM IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA DE JOEL DA HARPA. REPRESENTAÇÃO FOI DA OAB/PE. LEIA A ÍNTEGRA DA REPRESENTAÇÃO DA OAB E DA AÇÃO DO MPF

Presidente da OAB/PE, Ronnie Duarte, noticiou ontem a inelegibilidade de Joel da Harpa ao MPE que prontamente ajuizou Ação de Impugnação do Registro de Candidatura do deputado estadual à reeleição. Joel da Harpa é Ficha Suja de acordo com a Lei das Inelegibilidades


Apenas um dia depois de receber representação da Ordem dos Advogados de Pernambuco, pelas mãos de seu presidente, Ronnie Preuss Duarte, o Ministério Público Eleitoral ajuizou Ação de Impugnação do Registro de Candidatura do deputado estadual Joel da Harpa, por estar inelegível, não podendo, assim, ser candidato à reeleição.

Nosso Blog teve acesso tanto à Representação da OAB/PE quanto à petição inicial da AIRC ajuizada pelo MPE, esta assinada pelo Procurador da República Francisco Machado Teixeira, Procurador Regional Eleitoral e disponibiliza ambas a seus leitores.

De acordo com a "Notícia de Inelegibilidade" protocolada ontem pela OAB/PE, Joel da Harpa que era policial militar até ser excluído da corporação, teria, na curso de seu mandato como deputado estadual, "maculado a honra pessoal e o pudonor policial militar e o decoro da classe, resultando na sua exclusão a bem da disciplina da corporação."

A Lei das Inelegibilidades prevê que aqueles que forem excluídos do Serviço Público por meio de processo administrativo ficam inelegíveis pelo período de 8 anos, daí porque Joel da Harpa estaria de fato inelegível desde 2017, quando foi publicada a Portaria de sua exclusão:







Por seu turno, o Ministério Público Federal, por intermédio de sua Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco entendeu que de fato Joel da Harpa está inelegível porque foi "condenado à pena de exclusão em decorrência de processo administrativo, conforme Portaria 4295/2017, do Secretário de Defesa Social, motivo de Inelegibilidade prevista no art. 1º, inciso I, alínea o, da Lei Complementar 64/1990:




MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues

Braço direito de Geraldo Julio, João Guilherme Ferraz incentivou e até debochou do fato de serem adquiridos respiradores testados apenas em porcos: "Leia c bons olhos kkkkkkk"