Manuela D´Ávila é questionada por pernambucanos sobre aliança com PSB em seu Instagram e se cala. Apoio a Paulo Câmara e a "golpistas" é repudiado fortemente por militantes da esquerda pernambucana. Leiam os prints!



A comunista Manuela D´Ávila, que desistiu de ser candidata à presidência da República pelo PC do B, para ficar no banco de reservas da chapa do PT, encabeçada por Lula e que registrou Fernando Haddad, também do PT, como vice (Manuela somente assumirá como Vice quando o TSE confirmar a inelegibilidade de Lula e Haddad, chamado de Plano "B", pelos petistas, passar a encabeçar a chapa) esteve ontem em Pernambuco participando da inauguração do Comitê do ex-prefeito do Recife, João Paulo, recentemente filiado ao PC do B de Manuela e de um ato de visibilidade das candidaturas femininas da Frente Popular (PC do B e PSB) que apoiam a reeleição de Paulo Câmara para o governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos e Humberto Costa para o Senado.

Durante o ato, que não contou com a presença de nenhuma candidata do PT, por motivos óbvios, já que as candidatas do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco repudiam a aliança com o PSB e não apoiam a reeleição de Paulo Câmara, que apoiou o impeachment  a ponto de liberar quatro secretários de seu governo para que votassem a favor da destituição da presidenta Dilma Rousseff e que ainda continua dispensando as piores críticas contra Dilma, Manuela D´Ávila postou uma foto em que aparece ladeada da viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, de Luciana Santos, candidata a vice de Paulo Câmara e das esposas de Paulo Câmara e de Geraldo Júlio, prefeito do Recife, que gritava de cima do palanque de Aécio, "tira essa mulher dali", referindo-se a Dilma. Na legenda da foto, Manuela D´Ávila chama as esposas dos políticos e a viúva de Eduardo Campos de "mulherada combativa de Pernambuco".

Em reação à foto, os pernambucanos, que continuam indignados com o que consideram um acordo espúrio firmado entre a cúpula do PT com o PSB de Pernambuco, que, com a participação ativa do PC do B de olho da vice de Paulo Câmara que foi negociada para Luciana Santos, enquanto se deu garantias de uma eleição tranquila a Renildo Calheiros (irmão de Renan Calheiros), do PC do B, a uma vaga de deputado federal, rifaram a candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco, bombardearam os comentários do Instagram de Manuela com críticas à aliança, ao apoio a Paulo Câmara e ao PSB e ao fato de Manuela aparecer ao lado daquelas esposas dos políticos do PSB.

Muitos pernambucanos se mostraram indignados e inconformados com a retirada da candidatura da vereadora Marília Arraes que liderava as pesquisas para o governo de Pernambuco e que já era dada como presença certa num eventual segundo turno contra Paulo Câmara, se a treta entre a cúpula petista, o PC do B e p PSB não tivesse sido armada para prejudicar o povo pernambucano em benefício de interesses pessoais de alguns petistas, de certos comunistas, todos sem votos e do pior governador da história de Pernambuco, que usam Lula, descaradamente, como desculpa para tirar do povo de Pernambuco o direito de se livrar deles e sua maneira incompetente e arbitrária de fazer política.

Leiam uma amostra do que o povo de Pernambuco disse a Manuela D´Ávila sobre sua aliança com os golpistas amigos de Dona Luciana Santos. Vai responder, Manu? Ou o povo de Pernambuco não merece resposta?































MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Desembargador extingue reclamação do Estado de Pernambuco contra decisão do Juiz que mandou suspender retorno das aulas presenciais

Exclusivo: Geraldo Julio deixou de pagar mais de R$ 8,2 milhões devidos à Reciprev referentes a contribuições previdenciárias dos inativos da PCR, aponta Auditoria do TCE/PE