OPERAÇÃO PONTO FINAL: PROMOTOR AFASTADO POR FAVORECIMENTO A QUADRILHA DE FRAUDADORES TAMBÉM SERÁ INVESTIGADO POR OUTRAS IRREGULARIDADES EM PROCESSOS SOB SUA RESPONSABILIDADE

Imagem: G1


Operação Ponto Final

MPPE revela que nas buscas e apreensões realizadas na casa e no gabinete do promotor de Justiça Marcelo Ugiette, investigado e afastado do cargo por suspeita de favorecimento a uma quadrilha presa por aplicar golpes em aposentados, foram encontrados vários processos com prazos de devolução extrapolados. Em um dos processos, com vistas ao Ministério Público desde maio de 1999, em vias de prescrição, o réu responde por homicídio duplamente qualificado.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Desembargador extingue reclamação do Estado de Pernambuco contra decisão do Juiz que mandou suspender retorno das aulas presenciais