Comissionado da PCR coordenava distribuição de propaganda irregular de Paulo Câmara com Lula como candidato em horário de expediente. Ação foi flagrada em vídeo feito por estudante no Recife que já prestou depoimento à Polícia Federal



A coligação Pernambuco Vai Mudar denunciou nesta quinta-feira (27), ao Tribunal Regional Eleitoral, o que considera dois crimes graves contra a democracia que estariam ocorrendo nestas eleições no Estado de Pernambuco: a utilização da máquina pública em benefício do atual governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB) e a disseminação de campanha caluniosa, para confundir a população. 

Acompanhados da equipe de advogados do jurídico da coligação, Armando Monteiro, candidato a governador, Mendonça Filho e Bruno Araújo, candidatos ao Senado, conversaram com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE),  Luiz Carlos Figueiredo, registrando as denúncias e solicitando providências à Justiça Eleitoral. 

Na reunião com o presidente do TRE foi registrado o caso ocorrido na última segunda-feira (24), por volta das 11h, quando o estudante de Direito Olivaldo Felix Filho gravou em seu celular um vídeo (assista em https://www.facebook.com/noeliabritoblog/videos/2060230730667754/ ) em que o chefe de divisão de logística da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer da Prefeitura do Recife, Luiz Rafael de Araújo, aparece coordenando atividades de campanha para o PSB no bairro de Nova Descoberta – Zona Norte do Recife. 



Segundo o portal da transparência, Luiz Rafael foi nomeado para cargo em comissão (matrícula de número 1079433) no 19 de abril de 2017, na gestão da secretária Ana Paula Vilaça. As imagens, que circularam em diversos grupos de WhatsApp, não deixam dúvidas que Luiz Rafael estava em horário de expediente, inclusive chefiando um grupo de militantes que distribuía propaganda irregular nas ruas da comunidade, principalmente cartazes apontando Lula como candidato a presidente.

O crime foi registrado pelo universitário no Pardal, sistema de recebimento de denúncias do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O estudante registrou a ocorrência em Ata Notaria, num Cartório da Capital, onde consta dia e horário em que seu celular fez o registro da  prática criminosa (nosso Blog está de posse de cópia da mencionada Ata, mas não obteve autorização para divulgá-la). O estudante foi chamado a prestar depoimento à Polícia Federal, que investiga o crime eleitoral, o que ocorreu na manhã da quarta-feira (26). O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, responsável pela nomeação de Luiz Rafael, é filiado ao mesmo partido de Paulo Câmara, o PSB.

O caso ganhou repercussão nacional com notas publicadas pelo site "O Antagonista" e pela Coluna do Jornalista Cláudio Humberto.




MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia