ROBERTA ARRAES USA CNPJ DE HUMBERTO COSTA PARA BURLAR ORDEM JUDICIAL QUE MANDA RECOLHER PROPAGANDA COM LULA, PROIBIDA PELO TRE/PE, DENUNCIA OPOSIÇÃO A JUSTIÇA


Após ser condenada pela Justiça Eleitoral a recolher o material de campanha em que aparece ao lado do ex-presidente Lula e de ser notificada por diversas vezes para dar cumprimento à ordem judicial, a deputada Roberta Arraes, candidata à reeleição teria sido flagrada utilizando-se do CNPJ de campanha do senador Humberto Costa para com isso burlar a ordem judicial que a proíbe de se associar à imagem de Lula, já que somente os candidatos proporcionais do PT poderiam utilizar essa imagem e a chapinha do PT não coligou com nenhum outro Partido, conforme decisão do próprio TRE/PE. A denúncia foi feita pela Coligação “PERNAMBUCO VAI MUDAR COM SEUS DEPUTADOS ESTADUAIS”, formada pelo PTB-PPS-PSDB-DEM-PRB-PODEMOS. Surpreendentemente outros candidatos como o Deputado Eduardo da Fonte, também do PP têm usado e abusado da imagem do ex-presidente Lula sem que o próprio PT tome providências no sentido de preservar o direito de seus próprios candidatos ao uso da imagem de Lula.

Não se sabe ao certo que o uso do CNPJ de campanha de Humberto Costa por Roberta Arraes estaria sendo feito com autorização do candidato do PT ao Senado, o que certamente poderá ser confirmado por meio de sua prestação de contas, já que o material de campanha confeccionado para Roberta Arraes com o seu CNPJ terá que, necessariamente, constar da prestação de contas de Humberto Costa.

A Coligação de oposição pede multa de R$ 100 mil contra Roberta Arraes acaso insista em descumprir a ordem que proíbe o uso da imagem de Lula.









MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito