Sem conseguir emplacar nas pesquisas, Bruno Araújo demite nove pessoas de sua equipe de campanha. Ouvidos pelo Blog, contratados se dizem prejudicados.



Pelo menos nove integrantes da equipe de mídia da campanha do tucano Bruno Araújo ao Senado teriam sido demitidos pelo candidato que alegou corte de custos para as demissões.

Até o momento foram demitidos o diretor de criação, o coordenador de produção, o cinegrafista e o assistente, o responsável pela computação de gráfica, um repórter e um arte finalistas, além de terem sido dispensados 2 carros com motoristas. Segundo os profissionais, ouvidos pelo Blog, a justificativa para as dispensas seria economizar pelo menos R$ 200 mil nos custos da campanha. Como os custos das campanhas são previstos quando os Partidos informam aos candidatos quanto cada um receberá do Fundo Eleitoral, não se sabe ao certo as razões que levaram a campanha de Araújo a resolver demitir grande parte de sua equipe.

Os profissionais procuraram nosso Blog por se sentirem prejudicados com a medida que teria lhes causado prejuízos financeiros, pois alegam ter deixado de trabalhar em outras campanhas por já terem se comprometido com a campanha de Bruno Araújo e nos entregaram cópias dos contratos.

O Blog está aberto para que a campanha do candidato possa se pronunciar sobre as reclamações dos profissionais que se dizem prejudicados com as rescisões antecipadas de seus contratos.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos