Vice de Paulo Câmara, Luciana Santos aparece como a parlamentar pior avaliada de Pernambuco e uma das piores do Brasil em levantamento da ONG Ranking dos Políticos



Levantamento exclusivo realizado pela ONG Ranking dos Políticos, que atua na fiscalização da gestão dos parlamentares brasileiros, aponta que os deputados e senadores de Pernambuco, somados, não estiveram presentes em 874 sessões plenárias do Congresso entre 2015 e 2018. Do total de faltas, 340 delas não foram justificadas. O mais ausente foi o deputado Adalberto Cavalcanti (Avante), que faltou 105 vezes de 395 sessões.

O Ranking dos Políticos também mostra que os congressistas pernambucanos gastaram R$ 36.238.004,46 entre cotas e verbas indenizatórias até o presente momento do mandato. Somente com combustível e lubrificantes, os deputados e senadores do estado gastaram R$ 3.023.633,20. Ao todo, os parlamentares brasileiros nas duas casas gastaram cerca de R$ 60 milhões com esse tipo de despesa no período.

Já no âmbito geral de acordo com as avaliações do Ranking dos Políticos, Pernambuco conta com apenas três parlamentares entre os 100 melhores do País. Além disso, há oito posicionados entre 101º e 300º, além de 17 ocupando entre a 301º a 594º colocação. A última do ranking no estado é a deputada Luciana Santos (PCdoB), que aparece na 577ª posição. O mapa completo do estado pode ser conferido no link www.politicos.org.br.

A má avaliação de Luciana Santos se deveu principalmente em razão da pontuação obtida em razão dos gastos da parlamentar com a chamada verba indenizatória, a quantidade de processos que responde na justiça e no tribunal de contas e seu baixo desempenho nass votações das leis mais relevantes do Congresso, levando em conta principalmente sua contribuição para o combate à corrupção, aos privilégios e ao desperdício de recursos públicos.:

Privilégios (Cota parlamentar/verba indenizatória) de Luciana Santos
Compara o valor gasto pelo político, no período total do mandato, com a média de gastos dos demais parlamentares no mesmo período. A cada dez por cento de gastos acima da média perde-se dez pontos. A cada dez por cento de gastos abaixo da média dos parlamentares ganha dez pontos. Itens repetidos referem-se a despesas de anos diferentes. Para a pontuação referente a algum ano específico, a nota é anualizada. Usa-se a equação a seguir pontos = ((((1.714.007,38/1.315.503,73) -1) / 0,5) * -10) * 3
AnoValor R$
2018R$263.629,26
2017R$453.579,97
2016R$494.362,94
2015R$502.435,21
TOTALR$1.714.007,38

Processos judiciais (Caso tenha alguma informação, favor enviar para contato@politicos.org.br) de Luciana Santos

Avaliamos matematicamente a ficha de processos judiciais do político. Para cada processo o político perde 10 pontos. Cada acusação grave (formação de quadrilha, corrupção, crime violento, etc) perde mais 10 pontos. Processos com condenação pesam em triplo. Os processos e justificativas apresentadas pelos parlamentares são analisados em parceria com o escritório Braga Nascimento e Zilio Advogados Associados.
ProcessoDescriçãoPontuação
4003 - STFcrimes de responsabilidade0
0000006-20.2016.6.17.0113 - TRE-PEAbuso de poder político0
0007859-18.2007.8.17.0990 - TJ-PEImprobidade administrativa-10
0000685-21.2008.8.17.0990 - TJ-PEÉ ré por improbidade administrativa, acusada de irregularidades na licitação para contratar a empresa CitèLuz para gerenciar o sistema de iluminação pública de Olinda, quando era prefeita do município.-10
0604969-2/2006 - TCE-PEA parlamentar recorreu da decisão, que foi mantida: TCE-PE - Processo nº 0806945-1/2008.-20
0601752-6/2006 - TCE-PEA parlamentar recorreu da decisão, que foi mantida: TCE-PE - Processo nº 0806945-1/2008.-20
0000459-38.1996.6.00.0000 - TSEDo despacho que inadmitiu o Recurso Especial in- terposto da decisão do TRE que, negando provimento a apelo, manteve sentença que condenou a candidata a prefeita LUCIANA BARBOSA DE OLIVEIRA SANTOS ao paga- mento de multa, por infração ao art. 50 da Lei 9.100/95. Eleições de 1996-10

Sobre o Ranking dos Políticos:
Ranking dos Políticos atua na classificação e compliance do setor público por meio de ferramentas tecnológicas compiladas pelo Portal da Transparência e informações públicas de parlamentares brasileiros. Os critérios utilizados pelo Ranking são absolutamente técnicos, levando em conta fatores como assiduidade, gastos da cota parlamentar, processos judiciais e atuação legislativa. Todas as informações publicadas no Ranking são públicas, disponíveis nos sites oficiais do Senado e da Câmara dos Deputados e dos Tribunais de Justiça.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos