LGBTs SE REUNEM NESTA SEXTA-FEIRA (19) EM LUGAR DE RESISTÊNCIA NA BOA VISTA



Ativistas da comunidade LGBT no Recife se reúnem nesta sexta-feira (19), a partir das 19h, no Clube Metrópole no ato #EleNão - em Defesa dos Direitos Humanos e da Cidadania. O evento aberto ao público terá intensa programação com a roda de conversa sobre o “Histórico da Resistência LGBT dos anos 70 até o momento atual’ comandando por Sandro Silva, mestre em história e especialista em gênero e sexualidade. O objetivo não é só discutir. Serão debatidas estratégias para barrar o crescimento do candidato Jair Bolsonaro (PSL), ameaça real à Cidadania das pessoas LGBT caso vença a eleição presidencial.

“Será um encontro para debatermos sobre o momento político eleitoral que passa o Brasil e a ameaça e consequências do facismo contra os LGBTs”, diz a ativista e produtora cultural Maria do Céu. Ainda na programação exibição de vídeos, arte e a apresentação do grupo @feverbroadway composto por três cantores independentes: Maria Gerjoy, Camila Fitipaldi e Matheus Uchôa, que interpretarão “Cálice”, música composta em 1973, por  Chico Buarque de Holanda, considerado um dos mais famosos hinos de resistência ao regime militar. Trata-se de uma canção de protesto que ilustra, através de metáforas e duplos sentidos, a repressão e a violência do governo autoritário. Em tempo: O Grupo @feverbroadway foi selecionado para representar o Brasil no Festival Broadway Dreams no dia 19 de novembro, em Nova York.

Enquanto isso na Avenida Manoel Borba o Movimento Leões do Norte, de Defesa dos Direitos dos Homossexuais em Pernambuco fará um ato público na Rua  para alertar sobre o real perigo de retrocesso político que o Brasil está ameaçado.  “Estamos em sinal de alerta. Temos que combater o perigo do facismo. Vamos distribuir um informativo e fincar a bandeira gay de cinco metros na fachada do Clube Metrópole, a mais conhecida casa de resistência no bairro da Boa Vista”, informa Wellington Medeiros, Presidente do Leões do Norte.

O ato conta com o apoio da Aliança Nacional LGBT, Instituto Boa Vista e do Coletivo LGBT de Medicina da Universidade de Pernambuco. O presidente do Coletivo, Estevão Caminha informa que está mobilizando os estudantes da UPE. “Muitos estão com medo do possível retrocesso. Ameaçam a ficar em silêncio e até voltar para o armário temendo represálias de familiares e  homofóbicos”, completou Estevão.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

DRACO pede e TJPE autoriza prisão do filho do operador pivô do afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata e da prisão do prefeito de Camaragibe