Em Nota, SIMPERE repudia demissão do presidente do SINPOL por governador investigado por corrupção: mão que extingue delegacia de combate à corrupção é a mesma que demite Aureo Cisneiros"



A Direção Colegiada do Sindicato dos Profissionais da Educação do Município do Recife - SIMPERE divulgou, hoje, nota de repúdio contra a demissão do Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, o Comissário de Polícia Aureo Cisneiros, líder da Polícia Antifascista.

De acordo com a nota, o governo de Paulo Câmara, do PSB, que é investigado por corrupção juntamente com o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, em Inquérito devolvido recentemente pelo STJ para a Vara dos Crimes Contra a Administração Pública que apura superfaturamento, fraudes e corrupção na contratação da Odebrecht para construir o Esteadio da Copa Arena Pernambuco, promoveu 40 processos administrativos disciplinares contra a atual Diretoria do SINPOL, dos quais 25 são contra seu presidente, Aureo Cisneiros e seu vice-presidente, Rafael Cavalcanti, no intuito de persegui-los em sua atuação Sindical ema defesa dos policiais civis.

O SIMPERE, que também lançou uma nota criticando a extinção da DECASP, delegacia especializada no combate à corrupção, chega a firmar que "A mesma mão que assina a extinção da delegacia de combate a corrupção que investiga Geraldo Júlio (PSB) e o próprio governador é a que assina a demissão de Áureo Cisneiros."

Leiam as duas notas

Nota Contra a demissão de Áureo Cisneiros

O Simpere vem a público através dessa nota repudiar a demissão do Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) e Líder da Polícia Antifascista, Áureo Cisneiros. Em uma clara ação de perseguição às organizações sindicais, Paulo Câmara (PSB) demitiu Áureo pelo simples fato de lutar pela sua categoria e pelos direitos democráticos. Todos os processos que foram movidos contra o representante da Polícia Civil foram no cumprimento do seu dever sindical. 
Atualmente existem 40 processos administrativos contra a direção do Sinpol, só 25 processos administrativos ajuizados são contra Áureo e Rafael Cavalcanti, vice-presidente do Sinpol. Todos esses processos são geridos pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS). Ou seja, o Governo do Estado usa os órgãos regulatórios com finalidade política para perseguir aqueles que lutam por serviços de qualidade à população.
Nós do Simpere repudiamos e combatemos essa prática. Seremos companheiros de luta de Áureo Cisneiros nessa batalha contra a criminalização dos movimentos sociais. A sociedade não pode ficar calada. A mesma mão que assina a extinção da delegacia de combate a corrupção que investiga Geraldo Júlio (PSB) e o próprio governador é a que assina a demissão de Áureo Cisneiros.

Direção Colegiada do Simpere - Gestão Resistência e Luta CSP Conlutas

Nota: Simpere na luta contra a corrupção

Na contramão da luta contra a corrupção, o governo de Paulo Câmara (PSB) envia  para Assembleia Legislativa um projeto de lei em regime de urgência que extingue a Delegacia de Polícia de Crimes Contra Administração e Serviços Públicos (Decasp). O projeto foi aprovado por 30 votos a favor contra 6 votos. Contou com toda sua bancada de apoio, PSB, SD, PSC, PTB, PP, PRB, PR, PMN, PSDC,  PSD, MDB e PT.
O Simpere, junto a sociedade civil, repudia tal ação do governador e dos deputados estaduais. Sobre a sua gerência, a Decaps atuava em casos como Ratatouille, Ghost, Castelo de Farinha. Em Recife, a empresa Casa de Farinha, que é alvo de investigação e já foi denunciado ao MPPE e TCE pelo Simpere, recebeu R$ 78 milhões desde 2014, para fornecer merenda a 328 escolas e creches municipais, segundo dados do TCE sem ter passado por qualquer licitação.
Muitos políticos, entre eles Geraldo Julio (PSB) e Paulo Câmara (PSB), eram alvos de investigações da Delegacia. Não chegou a ser divulgado o nome de todos os agentes públicos e empresários que estavam sendo investigados por motivos de segurança. Contudo, fica óbvio que essa medida só pode beneficiar essas pessoas, qual outro motivo para a extinção da Decasp.
Além de tudo que representa a manutenção dessa delegacia contra a corrupção em Pernambuco, o ato de Paulo Câmara (PSB) se deu quatro dias após Pontual Filho (dono da Casa de Farinha) se entregar à Polícia e três dias antes da votação no plenário, o governador  liberou uma suplementação orçamentária para a Assembleia Legislativa no valor de R$ 9,3 milhões. 
Não acreditamos que tudo isso seja uma  coincidência, por isso o Simpere engrossa a fileira daquelas e daqueles que estão na luta contra a corrupção e pelo esclarecimento dos casos administrados pela extinta do Decasp.

Direção Colegiada do Simpere - Gestão Resistência e Luta CSP Conlutas

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: PF faz buscas nas Prefeituras do Recife, Paulista, Cabo e Olinda contra corrupção na pandemia